IPAM: Pacientes com câncer tem atendimento suspenso por não pagamento ao Instituto São Pellegrino!

 


Por *Val Barreto.

 

Mesmo com o aumento dos descontos e do elemento moderador em 2021, os usuários da assistência médica do IPAM (Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores do Município de Porto Velho) continuam vivenciando constrangimentos e tendo atendimento suspenso por falta de pagamento por parte do IPAM a rede credenciada.

 

A mais recente suspensão foi divulgada no final do mês de março, mais precisamente em (29 de março de 2021) pelo Instituto São Pellegrino que presta atendimento a pacientes com câncer.

 

O pelo Instituto São Pellegrino mantém credenciamento com o IPAM para prestar serviços de atendimento hospitalar aos pacientes oncológicos com tratamento através de quimioterapia, radioterapia e braquiterapia aos beneficiários do IPAM-SAÚDE onde estão inclusos o servidor público municipal segurado, dependentes e pensionistas.

 

Através do informativo, o Instituto São Pellegrino informou a todos os beneficiários que o credenciamento com o IPAM-SAUDE foi temporariamente suspenso a partir do dia 29 de março para obtenção de recurso financeiro.

 

Conforme a nota, o motivo mais uma vez, é a falta de pagamento do IPAM para o São Pellegrino:

 

“Tal suspensão implica no não recebimento de novos pacientes e interrupção do tratamento daqueles que assim seguem, sendo que o fato está motivado pelo motivo de o IPAM se manter com os PAGAMENTOS DO CONVÊNIO ATRASADO DESDE O MÊS DE O MÊS DE JUNHO DO ANO PASSADO, o que faz com que não haja condições de continuar a manutenção do mesmo por inviabilidade econômica, devendo voltar o atendimento depois que os pagamentos estiverem em dia”.

 

Ou seja, desde junho de 2020 que o Instituto São Pellegrino está sem receber pagamento (há 10 meses) e por isso suspendeu o atendimento, gerando um impacto muito grave aos pacientes, uma vez que, considerando o contexto da doença e o tempo de pandemia, essa suspensão pode custar vida.

 

Até o momento não houve manifestação por parte do IPAM sobre a nota e nem sobre a queixa dos servidores, o que é inaceitável após o aumento dos descontos de 7% para 9% + 1% por dependente + aumento do elemento moderador que foi realizado sem negociações e sem conhecimento do servidor, da comissão de servidores e dos sindicatos.


______________________________

*Val Barreto é jornalista, escritora, consultora educacional e professora na Rede Municipal de Porto Velho, Graduada em Pedagogia pela Faculdade Metropolitana, Especialista em Educação/Supervisão Escolar pela Facibra. Contato: (69) 9 9310-6942 E-mail: professoresdepvh@gmail.com

 

Comente com o Facebook:

:) :,( ;) :D :-/ :? :v X( :7 :-S :(( :* :| :-B ~X( L-) =D7 :-w s2 \m/ :p kk

0 comentário

Postar um comentário

Deixe seu comentário, sugestões, críticas, será um prazer responder você.

NOSSAS REDES SOCIAIS