DESCASO: Hospital das clínicas suspende atendimento ao IPAM na Pandemia!

 

Por Val Barreto*

 

O Hospital das Clínicas “credenciado” ao IPAM - Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores do Município de Porto Velho comunicou por meio de cartaz no dia 22/01/2021, na vidraça da unidade, a suspensão do atendimento ao IPAM SAÚDE que realizava atendimento aos conveniados e dependentes, os serviços de urgência, emergência, cirurgias e acompanhamento até a suspensão do atendimento na data citada.

 

O cartaz não fornece maiores informações aos conveniados sobre o motivo.   O IPAM em nota que pode ser acessada (CLIQUE AQUI) informou que a suspensão do atendimento se dá devido ao Hospital das clínicas ter alterado o CNPJ que antes era credenciado, agora o Hospital foi incorporado a empresa GATE Serviços Médicos, sendo, portanto extinto e por não possuir credenciamento ao IPAM, está juridicamente impedida de realizar atendimentos para os conveniados do IPAM.

 

Diante do colapso da saúde, conveniados manifestaram repúdio nas redes sociais e até denúncia no Ministério Público do Estado (MPE/RO). O descaso preocupa servidores, afinal tanto o Hospital quanto o IPAM usam essa justificativa sem fornecer aos usuários maiores informações sobre quando o impedimento “jurídico” será resolvido e o atendimento retomado.

 

Diante da pandemia, vários servidores estão sem atendimento no momento de grande delicadeza que é a Pandemia do Novo Coronavírus, crescimento dos casos, óbitos ocasionados pela COVID-19, ocasionando pânico de vários pacientes que necessitam do Hospital, que é considerado o melhor hospital conveniado que presta atendimento ao convênio.

 

A nota emitida pelo IPAM é breve, vaga e não informa quando a situação será resolvida, mostrando mais uma vez que o descaso aos conveniados da assistência médica persiste.

 

Até o presente momento não houve manifestação dos sindicatos para cobrar o retorno do atendimento que deve ser dá por meio de novo credenciamento em caráter de urgência ou alternativas pensadas pela gestão do IPAM, responsável por restabelecer o atendimento.

 

O conselheiro do IPAM, Silvio Leal solicitou por meio de ofício um requerimento ao Presidente do Conselho Municipal do IPAM pedindo maiores esclarecimento, conforme abaixo:



 Servidores pensam em estratégias para cobrar o retorno do atendimento que caso não seja restabelecido poderá gerar consequências devastadoras como óbitos de conveniados e sequelas irreparáveis para os acometidos pela doença COVID-19, além dos transtornos para quem realiza acompanhamento com os médicos que atendem no Hospital regularmente.


Confira a nota publicada pelo site do IPAM: 


*Val Barreto é professora municipal e jornalista em Porto Velho, Rondônia.

Comente com o Facebook:

:) :,( ;) :D :-/ :? :v X( :7 :-S :(( :* :| :-B ~X( L-) =D7 :-w s2 \m/ :p kk

0 comentário

Postar um comentário

Deixe seu comentário, sugestões, críticas, será um prazer responder você.

NOSSAS REDES SOCIAIS