SEDUC pagará Piso dos professores em agosto – Diz SINPROF.

Por VAL BARRETO

De acordo com informações obtidas através do SINPROF (Sindicato dos Professores e Professoras no Estado de Rondônia) a SEDUC (Secretaria de Estado da Educação) pretende pagar o Piso Salarial dos professores estaduais no mês de agosto.


Segundo Sivanildo Martins, Diretor do Polo do SINPROF em Porto Velho, que participou de uma reunião como a Comissão da Educação da Assembleia Legislativa de Rondônia, o reajuste do piso será realizado no mês de agosto/2020 já incluindo o retroativo de julho e os retroativos até o mês de junho serão pagos em breve, sem ter uma data prevista ou como será realizado esse pagamento.


O Secretário de Educação da SEDUC, Suammy Vivecananda assumiu o compromisso de pagar o Piso no pagamento de agosto, espera-se que a implantação do Piso, direito dos professores garantidos pela Lei 11.738/2008, seja finalmente realidade nos rendimentos dos professores que atuam na Rede Estadual de Ensino de Rondônia.


Professora “Priscilla de Calama” é pré-candidata a vereadora pelo Cidadania 23!



Por Val Barreto.

A professora Priscilla Pantoja é pré-candidata a vereadora pelo Partido Cidadania 23 em Porto Velho. Residente do Distrito Calama há 20 anos, Priscila tem como prioridade os Ribeirinhos do baixo madeira e tem entre suas propostas mais fiscalização na saúde, a busca por melhorias no transporte de pacientes e na área da educação, propõe  cursos preparatórios para os jovens. 

Pandemia deve intensificar abandono de escola entre alunos mais pobres.



No litoral cearense, há alunos do ensino médio que já não conseguem mais acompanhar as aulas online, porque têm de trabalhar durante o dia inteiro. No interior do Piauí, educadores recorrem a visitas domésticas e vídeos motivadores para tentar atrair os estudantes que não têm aparecido nos encontros virtuais. Em São Paulo, alunos de baixa renda atendidos por uma organização sem fins lucrativos temiam "voltar para a estaca zero" nos estudos em meio à pandemia.

Em todos esses lugares, são vários os relatos de estudantes sem equipamentos ou conexão à internet, famílias em situação econômica cada vez mais frágil, professores com crescentes dificuldades em manter os alunos engajados nas aulas remotas e pais tanto ansiosos quanto temerosos pela perspectiva da volta às aulas presenciais — marcada, em alguns Estados, para agosto ou setembro.

IEMAR oferta pós-graduação a R$45 em Porto Velho!



Por Val Barreto.

Aproveite o Isolamento social para se preparar e se capacitar! O instituto Educacional Maris (IEMAR) está com uma promoção nas mensalidades de R$45,00 (até 30/07) e nas matrículas de R$59,99. As mensalidades são feitas no boleto bancário ou cartão, conforme o aluno preferir e poder paga em qualquer dia de agosto, conforme o pagamento do aluno. 

promoção vale para todos os cursos de pós-graduação lato sensu de todas  as áreas. Você pode escolher a duração do curso e estudar uma pós-graduação em no mínimo 3 meses e no máximo 18 meses. 

Para os demais cursos as mensalidades correspondem aos valores e duração conforme a seguir.

DURAÇÃO DO CURSO E PARCELAMENTOS:

18x R$45,00. (Duração de 18 meses);
12x R$67,50. (Duração de 12 meses);
10x R$81,00. (Duração de 10 meses);
6x R$135,00. (Duração de 6 meses);
4x R$202,50. (Duração de 4 meses);

3x R$270,00. (Duração de 3 meses).

MATRÍCULA (COMO FAZER):

Para fazer sua matrícula só preciso que você preencha um formulário enviando as respostas pelo Whatsapp pelo número (69) 9 931069-42 ou por este link: https://whats.link/matriculasposgraduacao chama no privado!

PAGAMENTO DA MATRÍCULA:

Você paga somente a matrícula agora no valor de R$59,99 reais para pagamento até o dia 09/07 e escolhe o dia em que a mensalidade deve vencer só em agosto. A matrícula pode ser paga no boleto ou transferência bancária. 

IDEP lança edital com 116 vagas para instrutores/EAD de qualificação profissional em Rondônia.



RO AGORA - Estão abertas as inscrições para instrutores de qualificação profissional do Instituto Estadual de Desenvolvimento da Educação Profissional de Rondônia (Idep). O edital foi lançado, na última segunda-feira (20). Os candidatos selecionados devem desempenhar a função de instrutores de qualificação profissional, em diversas áreas, que vão do gerenciamento da propriedade rural até finanças pessoais (planejamento e controle). As vagas são disponibilizadas para moradores da Capital, e do interior de Rondônia. Quarenta municípios serão abrangidos pelas 116 vagas disponíveis.


O Instituto já formou mais de cinco mil alunos, durante três anos de existência. A presidente, Adir Josefa de Oliveira, ressalta a importância da capacitação neste período. “A educação profissional no Governo Marcos Rocha, foi estabelecida como importante política pública de desenvolvimento socioeconômico do Estado de Rondônia, conforme apregoa o Planejamento Estratégico 2019-2023. No atual cenário, a formação profissional alavanca o preparo da sociedade na retomada do crescimento econômico, oportunizando a melhoria da qualidade de vida do cidadão, com conhecimento apropriado para os novos meios de trabalho viabilizando a empregabilidade e condição de empreender.”

SINDSEF defende prioridade a servidores com doenças graves na transposição



Porto Velho - RO - A concessão de preferência aos servidores com doenças graves no processo de enquadramento de transposição, foi um acordo firmado com o presidente da Comissão Especial dos Ex-Territórios de Rondônia, Amapá e Roraima (CEEXT), Jâmisson França, em videoconferência realizada no último dia 13 de julho, com a bancada federal de Rondônia, representantes do Governo do Estado e lideranças sindicais, quando na oportunidade o Sindicato dos Servidores Públicos Federais no Estado de Rondônia – Sindsef/RO esteve presente, representado pela secretária de Assuntos Jurídicos, Joana Darc Lima.

São Paulo não atinge metas para volta às aulas em 8 de setembro.



Em entrevista coletiva realizada hoje (24), o próprio secretário estadual de Saúde, Jean Carlo Gorinchteyn, admitiu que “muito possivelmente” a volta às aulas em São Paulo não vai ocorrer em 8 de setembro. “Nós definimos muito bem que, para que houvesse um início bem flexibilizado e gradual das aulas no dia 8 de setembro, algumas regras deveriam estar muito claras e seguras. Entre elas, que as 17 regiões de saúde – são 22 no Plano São Paulo – estivessem amarelas, por 28 dias. Se nós olharmos o mapa de hoje, nós temos áreas ainda em vermelho. Nós temos outras em laranja e outras, em amarelo. Então, muito possivelmente, essa expectativa não ocorrerá”, afirmou.

Volta às aulas é sugerida com refeição na sala pelo Ministério da Saúde.



O Ministério da Saúde estuda protocolo de retorno às aulas em escolas públicas com orientações para evitar a circulação do novo coronavírus. O texto foi discutido em reunião de 6 de julho do Centro de Operações de Emergência (COE) da pasta, conforme atas obtidas pelo Estadão. A ideia é orientar uso de máscaras, distanciamento social com marcações feitas no chão, criar escala de entrada e saída das turmas, evitar circulação em espaços comuns e realizar refeições dentro das salas de aula. Além disso, reforçar limpeza e ventilar ambientes.

IEMAR oferta 4 cursos a R$39,99 neste final de semana!

Os cursos do banner estão de 39,99 e todos os outros a 45.
Por Val Barreto.

Aproveite o Isolamento social para se preparar e se capacitar! O instituto Educacional Maris (IEMAR) está com uma promoção nas mensalidades de R$39,00 (até domingo 26/07) e nas matrículas de R$59,99. As mensalidades são feitas no boleto bancário ou cartão, conforme o aluno preferir e poder paga em qualquer dia de agosto, conforme o pagamento do aluno. Para os cursos  EDUCAÇÃO INFANTIL, PSICOMOTRICIDADE, SUPERVISÃO ESCOLAR E GESTÃO INTEGRADORA estão os seguintes valores:

18xR$39,99
12xR$59,99
10xR$72,00
6xR$119,00
4xR$180,00
3xR$240,00



promoção vale para todos os cursos de pós-graduação lato sensu de todas  as áreas. Você pode escolher a duração do curso e estudar uma pós-graduação em no mínimo 3 meses e no máximo 18 meses. 

Para os demais cursos as mensalidades correspondem aos valores e duração conforme a seguir.

DURAÇÃO DO CURSO E PARCELAMENTOS:

18x R$45,00. (Duração de 18 meses);
12x R$67,50. (Duração de 12 meses);
10x R$81,00. (Duração de 10 meses);
6x R$135,00. (Duração de 6 meses);
4x R$202,50. (Duração de 4 meses);

3x R$270,00. (Duração de 3 meses).

MATRÍCULA (COMO FAZER):

Para fazer sua matrícula só preciso que você preencha um formulário enviando as respostas pelo Whatsapp pelo número (69) 9 931069-42 ou por este link: https://whats.link/matriculasposgraduacao chama no privado!

PAGAMENTO DA MATRÍCULA:

Você paga somente a matrícula agora no valor de R$59,99 reais para pagamento até o dia 09/07 e escolhe o dia em que a mensalidade deve vencer só em agosto. A matrícula pode ser paga no boleto ou transferência bancária. 

Pós-Graduação a R$45,00 e Matrícula a R$59,99 é destaque em Porto Velho!

Os cursos do banner estão de 39,99 e todos os outros a 45.
Por Val Barreto.

Aproveite o Isolamento social para se preparar e se capacitar! O instituto Educacional Maris (IEMAR) está com uma promoção nas mensalidades de R$45,00 (até 30/07) e nas matrículas de R$59,99 (até 09/07). As mensalidades são feitas no boleto bancário ou cartão, conforme o aluno preferir e poder paga em qualquer dia de agosto, conforme o pagamento do aluno.

promoção vale para todos os cursos de pós-graduação lato sensu de todas  as áreas. Você pode escolher a duração do curso e estudar uma pós-graduação em no mínimo 3 meses e no máximo 18 meses. Confira os valores e duração dos cursos:

DURAÇÃO DO CURSO E PARCELAMENTOS:

18x R$45,00. (Duração de 18 meses);
12x R$67,50. (Duração de 12 meses);
10x R$81,00. (Duração de 10 meses);
6x R$135,00. (Duração de 6 meses);
4x R$202,50. (Duração de 4 meses);

3x R$270,00. (Duração de 3 meses).

MATRÍCULA (COMO FAZER):

Para fazer sua matrícula só preciso que você preencha um formulário enviando as respostas pelo Whatsapp pelo número (69) 9 931069-42 ou por este link: https://whats.link/matriculasposgraduacao chama no privado!

PAGAMENTO DA MATRÍCULA:

Você paga somente a matrícula agora no valor de R$59,99 reais para pagamento até o dia 09/07 e escolhe o dia em que a mensalidade deve vencer só em agosto. A matrícula pode ser paga no boleto ou transferência bancária. 

RONDÔNIA: A VOLTA ÀS AULAS, O SUAMYSMO E O ACHÔMETRO...



Por Xavier Gomes*

A pandemia do coronavírus certamente deixará marcas indeléveis na memória de todas as pessoas que habitam as terras de Rondon. Estas marcas ficarão em todos os setores da sociedade, pois não há quem não tenha sofrido com este grave problema sanitário. Claro que o maior problema está nos óbitos que afetaram milhares de rondonienses e causaram danos que jamais serão reparados. Além desse fator, os prejuízos na área de educação serão inestimáveis, porque, muito antes da pandemia, este setor já sofria muito, em virtude do suamysmo que se abateu sobre as escolas e todos os trabalhadores da educação. Não resta nenhuma dúvida de que o improviso, o achismo, a falta de planejamento e a desorganização garantirão ao atual secretário de educação um lugar cativo entre os dois ou três secretários mais incapacitados para o cargo que já tivemos, desde a emancipação do estado...

Antes de qualquer outro comentário, é necessário citar que Suamy Lacerda está, há décadas, sem entrar em uma sala de aula e isso faz muita diferença. Caso alguém pergunte qual foi a última vez que ele deu aula, duvido que ele consiga lembrar, e esta dificuldade está muito evidente nas atitudes adotadas pelo titular da SEDUC, deixando claro que ele desconhece completamente o ambiente de sala de aula e a realidade das escolas. Nesse sentido, registro minha total solidariedade ao nosso secretário, porque não existe a menor condição de opinar sobre aluno e sala de aula, após tanto tempo. Aliás, Suamy Lacerda teria que fazer um cursinho de História e Didática, se um dia resolvesse voltar à sala de aula, porque o século é outro; os alunos são outros; as famílias são outras e tudo é muito diferente. Atualmente os quadros são brancos; muito diferentes daqueles verdes que usávamos, quando ele era professor. Por causa dessa falta de preparo, não dá para entender como é que pessoas com esse perfil viram secretários; mas isto é regra em Rondônia e as pessoas que estão mais distantes da sala de aula acabaram virando secretários em vários governos...

Agora, voltemos aos fatos e problemas sobre os quais precisamos refletir seriamente! Poucos dias atrás, no inicio de julho, o secretário de educação realizou uma reunião na qual discutiu com diversas pessoas sobre a possibilidade da volta às aulas presenciais. Que se faça justiça: nenhuma data ficou definida para a volta às atividades. Entretanto, não existe mesmo nenhum clima para isso e apenas uma pessoa muito incoerente defende tese contrária. A covid-19 avança em todos os municípios do estado; não existe nenhuma cidade de Rondônia que não tenha vítimas e não temos nenhuma previsão sobre quando a situação vai melhorar. Na realidade, a SEDUC não possui nenhum dado estatístico sobre o problema e isto pode ser a razão para o secretário achar que é possível voltar. Aliás, esse achômetro que determina as decisões da SEDUC é algo profundamente lamentável. Na ocasião, o secretário informou que as escolas seriam adaptadas para a nova situação, que os alunos receberiam 04 máscaras e os diretores deveriam providenciar álcool em gel e outros produtos que Suamy acha que resolvem o problema, como comprar garrafinhas para os alunos. Todas essas propostas somente podem ter partido de alguém que está, há muitos anos, fora de sala de aula. Uma pessoa que propõe esse tipo de coisa não faz a menor ideia do que seja um aluno...

Em uma possível volta às aulas, os alunos passariam uns dois dias se abraçando e quem trabalha na educação sabe disso. Alunos são pessoas normais, alunos são pessoas inteligentes, alunos são feitos de carne e osso. Não é possível alguém imaginar que os alunos vão ficar tantos meses sem se encontrar e, após voltar às atividades, agir friamente, como se fossem secretários de educação de Rondônia. Quem gosta de fingir que nada aconteceu é Suamy Lacerda. Ele certamente não lembra mais que, ao lado do governador, gravou vídeos e áudios, prometendo pagar os ajustes do Piso Salarial em 2019. Naquele tempo, eles disseram que nunca mais os professores precisariam de sindicato; que nunca mais seria necessário ter greves em Rondônia; que os professores seriam respeitados e que a educação seria um paraíso. Isso tudo foi gravado em áudio e vídeo e compartilhado em todas as redes sociais em Rondônia. É claro que não foi cumprido!!!

Agora, na reunião do começo de julho, o secretário prometeu que “estuda” uma forma de criar um auxílio para os professores, objetivando compensar os gastos com equipamentos eletrônicos nas aulas remotas. Se algum professor acreditar nessa promessa, certamente é uma pessoa muito tonta, porque até hoje o governo não cumpriu nem as coisas que publicou no Diário Oficial. Por que iria cumprir uma coisa que ele “estuda”? Aliás, falando em estudo, a SEDUC deveria fazer um estudo para verificar quantas pessoas da educação fazem parte do grupo de risco da Covid-19; quantas pessoas da educação faleceram este ano; quantas pessoas não poderiam voltar às atividades presencias... Sem esses dados, não se pode discutir volta às aulas. Ter informações oficiais sobre os servidores da SEDUC é o mínimo que esse secretário deveria fazer. É bem verdade que a Covid-19 incomoda, assusta e preocupa, mas o suamysmo e o achômetro incomodam muito mais... Tenho dito!!!


FRANCISCO XAVIER GOMES
*Professor da Rede Estadual e Jornalista.

SEMED: Aulas remotas na Educação Infantil serão validadas a partir de 07/08 em Porto Velho!



Por Val Barreto.

A Secretaria Municipal de Educação – SEMED informou hoje (23/07) aos Gestores das Escolas de Educação Infantil da Rede Pública Municipal de Ensino que em virtude dos casos de Covid -19 ainda estarem em fase de estabilização no município de Porto Velho, a partir do dia 7 de agosto passarão a contar as atividades pedagógicas não presenciais como letivas, sendo computado 4 horas por dia.

Em memorando, a SEMED informou que sem orientação definida pelas autoridades sanitárias sobre a possibilidade de regressão no número de casos, não é possível, portanto, assegurar o retorno às aulas presenciais para não propagação do vírus. Seguem as orientações da secretaria as escolas e os professores da Educação Infantil:

Partido Novo, que tentou boicotar a valorização do professor, vai aos trending topics!



O Partido Novo chegou aos assuntos mais comentados do Twitter nesta terça-feira (21) após apresentar um destaque ao texto do novo Fundeb que tentou zerar o aumento do piso salarial dos professores.

Internautas comentam a ‘estratégia’ do partido que tenta desmontar trechos do projeto que já foram aprovados previamente pela Câmara. Veja repercussão – CLIQUE AQUI

VITÓRIA DA EDUCAÇÃO: Câmara aprova texto-base de Fundeb com aumento de recursos da União.



FOLHA: A Câmara aprovou nesta terça-feira (21) o texto-base da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) de renovação do Fundeb. A matéria prevê mais que o dobro de gastos da União na educação básica, passando a complementação dos atuais 10% para 23%.

O texto-base foi aprovado por 499 votos a favor e 7 contrários. Eram necessários pelo menos 308 votos para passar a PEC.

Agora, os deputados irão votar propostas de mudança ao texto. A seguir, a PEC é votada em segundo turno, quando também precisa receber três quintos dos votos, e depois segue para o Senado.

PRÉ-CANDIDATOS DA EDUCAÇÃO: Samuel Costa visita bairros de Porto Velho!



O pré-candidato a prefeito de Porto Velho, Samuel Costa (PCdoB), segue visitando e ouvindo os moradores nos mais diversos pontos da capital, para montar seu plano de ações que vai de encontro ao anseio de cada portovelhense que a décadas vem sofrendo com a falta de políticas públicas eficiente.

Durante as visitas, o jovem professor e jornalista conversou com os moradores sobre a realidade vivida por cada um e os problemas enfrentados em Porto Velho. Os moradores relataram que se sentem abandonados pelo poder público. O objetivo da ida de Samuel as comunidades é conhecer de forma mais aprofundada as necessidades de cada cidadão e definir as soluções para cada situação identificada. Samuel conversou com as pessoas e ouviu reclamações e sugestões para seu plano de governo que está sendo montado. 

PRÉ-CANDIDATOS DA EDUCAÇÃO: Tiago Lins é pré-candidato a vereador pelo Cidadania 23 (Biografia + Entrevista).



Tiago Lins é pré-candidato a vereador pelo Cidadania 23. Esta é a primeira vez que ele pretende concorrer a esse cargo público.

Tiago Lins é daqui. Nasceu nessa cidade em 1984, no Hospital de Base Dr. Ary Pinheiro. Sua infância transcorreu entre Porto Velho e os distritos da Ponta do Abunã (Abunã, Vista Alegre, Extrema e Nova Califórnia), onde vive sua família paterna.

É filho da professora e intérprete de Libras Necy, do Colégio 21 de Abril, e de Raimundo Jorge, pioneiro do setor elétrico em Rondônia, aposentado da Eletronorte. Tem 36 anos, é casado, pai de uma filha e  servidor do Instituto Federal de Rondônia – IFRO, onde trabalha como Analista de Tecnologia da Informação há cerca de 10 anos.

TCE/MPC/MP pedem mais transparência na Educação em Rondônia!



O Tribunal de Contas de Rondônia (TCE-RO), o Ministério Público de Contas (MPC-RO) e o Ministério Público Estadual (MP-RO) celebraram ato recomendatório conjunto voltado aos gestores das áreas de educação do Estado e dos municípios, cujo foco principal é a transparência ativa em relação às ações adotadas nessa área durante e após o período de suspensão das atividades escolares presenciais e quanto à sua retomada gradual nas unidades escolares.

A Recomendação Conjunta n. 2/2020/MPC/MPRO/TCERO (cuja íntegra pode ser acessada neste link) busca aumentar a transparência pública, por meio da divulgação clara e acessível de informações de interesse da população, com uso de meios e tecnologias de informação e comunicação, levando-se ainda em consideração a importância dessas ações como incremento da “accountability” (obrigatoriedade de prestação de contas) e do controle social.

Escolas particulares de Manaus retomam aulas presenciais (VEJA COMO)




Depois de três meses sem atividades presenciais por causa da pandemia de Covid-19, escolas particulares de Manaus voltaram a abrir as portas para os alunos no início deste mês de julho. O Governo do Amazonas autorizou o retorno das atividades presenciais nessas instituições e divulgou uma cartilha com normas e recomendações oficiais de segurança.

Manaus foi a primeira capital do país a enfrentar colapso nos sistemas de saúde e funerário por causa do coronavírus. Mas os números de casos e mortes vêm caindo nas últimas semanas; veja os gráficos (CLIQUE AQUI). A capital amazonense concentra mais de 31 mil casos confirmados de Covid-19 até a última atualização desta quarta-feira (15).

MPF pede que CNE reformule orientações de retorno presencial das aulas para alunos especiais.



O Ministério Público Federal (MPF) recomendou ao Conselho Nacional de Educação (CNE) que altere as orientações formuladas em relação aos alunos com deficiência definidas no Parecer CNE/CP 11/2020, que trata do retorno presencial à escola. Para o MPF, ao aconselhar a permanência em casa dos estudantes com deficiência quando determinado o retorno presencial dos demais alunos às aulas, o conselho equipara deficiência a comorbidade e promove a exclusão desses estudantes.

STF recebe novas ações contra descontos na mensalidade escolar.



As associações que representam escolas e faculdades particulares entraram com novas ações no Supremo Tribunal Federal (STF) para suspenderem leis estaduais que concederam descontos lineares nas mensalidades. Nas ações, as entidades pedem uma liminar para proibir a concessão de desconto compulsório. Devido ao recesso de julho na Corte ainda não há prazo para decisão.

Em todo o país, os efeitos econômicos da pandemia provocaram demissões ou redução de salários de diversos trabalhadores. Sem recursos suficientes para pagar as mensalidades, quem foi afetado pediu desconto no pagamento ou retirou seus filhos das escolas. Os que mantiveram a renda também passaram a cobrar a redução diante da proibição de aulas presenciais.

Educação evolui, mas em velocidade lenta, alertam especialistas.



“A educação brasileira evoluiu muito nos últimos 30 anos, mas a velocidade é lenta”, avalia o superintendente executivo do Instituto Unibanco, Ricardo Henriques. O R7 ouviu especialistas para analisar os dados da Pnad Contínua da Educação (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) divulgada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Entre os dados apresentados pela Pnad, 50 milhões de brasileiros não concluíram a educação básica – não concluíram o ensino médio. Por outro lado, o Brasil praticamente conseguiu universalizar o ensino fundamental.

Léo Moraes e o MDB: presente de grego para um hercúleo desafio de administrar Porto Velho!



Por *Val Barreto.

No primeiro texto, falávamos dos movimentos contraditórios e não lineares de Daniel Pereira (ex-PT/ex-PSB/agora SD) para tentar uma costura entre candidatos à prefeitura.

Falávamos que, inevitavelmente, alguém será enganado ou traído: é impossível agregar tantos pré-candidatos em uma única chapa e alguém irá sobrar!

O texto pode ser conferido AQUI.

Hoje falaremos sobre Léo Moraes (PODEMOS), outro dos pré-candidatos.

Embora tente adiar a decisão, Léo Moraes se comporta como pré-candidato. Não há crime em não querer expor isso, mas também não há razões para o pseudo-mistério.

Os movimentos da pré-candidatura entregam o plano "infalível", como agregar todo um grupo de blogueiros que miram com raiva em seus adversários em sua nominata.

Aliás, parte destes novos aliados de Léo já vem sendo processada por outros nomes da sociedade, como Expedito Neto (Deputado Federal pelo PSD) e Vinicius Miguel (Cidadania) por disseminarem inverdades e ofensas.

A hiper-agitação das mídias sociais de Léo são outro indicador. Ninguém gastaria o que vem gastando com mídias e publicidade se não tivesse prolongadas pretensões eleitorais.


Frise-se: os gastos com "divulgação da atividade parlamentar" não são ilegais. Também frise-se: são gastos com dinheiro público:

Léo e o MDB:

Léo Moraes tem no MDB seu maior aliado e seu pior adversário.

É que se o fundo eleitoral na casa dos milhões que o MDB pode emprestar para Léo pode ser um atrativo, o presente de grego é a revitalização do clã Raupp, uma vez que Marinha Raupp (MDB) é quem assume.

Se Léo for eleito, Marinha será guindada de suplente apeada do poder para, pela quinta vez, tornar-se Deputada Federal.

Embora negue...

Embora negue relações, os vínculos clânicos de Léo Moraes com o MDB são históricos.

Léo fez campanha para Deputado Estadual dividindo palanque com o então candidato a Governo, Confúcio Moura (MDB).


Foto: Confúcio Moura e Leo Moraes..

Ainda em 2014, Léo Moraes emplacou nomes ligados ao seu grupo no governo estadual do MDB.

Em 2016, quando foi candidato à Prefeitura da capital, Léo Moraes, em segundo turno, foi apoiado abertamente por Williames Pimentel (MDB).

Foto: Leo Moraes e Pimentel.

Mesmo em 2018, Léo Moraes coligou-se com o MDB, tanto é que Marinha se tornou indissoluvelmente vinculada ao seu mandato.

Assim, não há como apagar o passado e, sim, Léo e o MDB tem uma relação histórica.

Mas nem tudo se resume a um presente de grego: a mitologia grega tem muitos atos de heroísmo, como os de Hércules.

E, administrar Porto Velho será, seja quem for o próximo gestor, uma tarefa hercúlea.


*Val Barreto é servidora pública municipal (professora). É, por formação, pedagoga. Por amor, é jornalista. Mãe. Defensora da educação. Uma das idealizadoras do Movimento Salve o IPAM.

Eleições municipais: Alguém vai ficar na cova de leões.


Por Val Barreto*

Waltenberg, desembargador aposentado, não desistiu de emplacar seu nome pelo MDB. Recentemente, começou a conversar com Mauro Ronaldo, ex-Comandante da PM e, agora, cortejado pelo Solidariedade (SD), de Daniel Pereira. 

Daniel Pereira (SD/ex-PSB) anunciou Mauro Ronaldo como seu candidato a prefeitura. 

Porém...

O MDB não consegue um consenso. Ainda existem outros nomes, como George Braga e Wiliames Pimentel, os dois últimos muito alinhados à Confúcio Moura. 

Outro nome que é testado por alguns grupos do MDB é Márcio Oliveira. 

Se o partido não define nome, tampouco decide se irá coligar e indicar o vice ou apostar numa chapa sem hibridismos, o que seria facilitador para acomodar tantos pretensos candidatos.

_Já Daniel Pereira_

Daniel tem feito diversos balões de ensaio. 

Conversa com Hildon Chaves (PSDB) para tentar uma vaga de vice pela manhã. 

Pela tarde, telefona para Léo Moraes (PODEMOS) e faz juras de amor, dizendo ser possível alinhar uma chapa para 2022, com Daniel para Governo e Léo para o Senado.

De noite, é sabido que Daniel se consulta com Expedito Júnior (PSDB). 

Antes que o dia acabe, acena para o neófito Vinicius Miguel (Cidadania, ex-REDE).

Alguém, Daniel irá deixar na cova dos leões!

*Val Barreto é pedagoga, atua como jornalista. Coordena o portal de notícias @professoresdepvh  Articula a defesa de servidores públicos municipais e luta pela educação. 

NOTA DE CORTE: Candidatas formam comissão (Concurso da Prefeitura 2019)!

Foto: Vereador Júnior Cavalcante, professoras Val Barreto e Andreia Pinheiro.

Por Val Barreto.

A Nota de corte de 60 pontos do último Concurso Público da Prefeitura de Porto Velho deixou muitos candidatos insatisfeitos. Um Comissão de articulação para pedido de ampliação vagas e diminuição da nota de corte para 50 pontos foi formada.

A intenção da comissão é de mover ações junto a lideranças políticas e educacionais para buscar a redução da nota de corte e o ingresso desses candidatos ao cadastro de reserva. A comissão é formada por professores que prestaram o certame:

1. Val Barreto – Contato: (69) 9 93106942.
2. Léia Costabeber – Contato: (69) 9 99612906.
3. Teresinha Félix De Brito – Contato: (69) 9 92415126.
4. Andréia Pinheiro Da Silva Lima Contato - (69)  9 92580245.
5. Maria Creuza Ferreira: Contato - (69) 9 92079635.
6. Joana Soares Da Silva Chagas - Contato:  (69)  9 84195707.
7. Maria Iene Da Silva Oliveira – Contato: (69)  9 92310116.
8. Francilene Da Paixão Mendes - Contato: (69) 9 92843657.
9. Eunice Da Graça Ribeiro - Contato: (69) 9 93807526.
10. Tânia Cordeiro - Contato: (69) 9 92784397.
12. Alderlir Freitas Da Silva - Contato: (69) 9 99329591.

A referida comissão está convocando os candidatos que tiraram as seguintes notas: 50, 52, 54, 56, 58 pontos, ou seja, menos de 60. As pessoas interessadas devem entrar no grupo do whatsapp para fazer parte da luta pela redução da nota de corte e ter seus nomes no cadastro de reserva. Para participar do grupo do whatsapp, basta entrar no link: https://chat.whatsapp.com/KCPHwdu2sBYKj2SHkpd7PR


Entenda o que houve:

O sonho de se tornar funcionário público para o Cargo de PROFESSOR foi interrompido! O clima foi de revolta, decepção, frustração e até mesmo de muito choro, lágrimas e desespero para os professores que apostaram todas as suas fichas nesse Concurso.

A revolta dos candidatos ocorreu porque as regras do EDITAL são diferentes para o Cargo de Professor, e além de serem muito exigentes, não ficaram totalmente claras no certame. Para a maioria dos candidatos a nota de corte deveria ter sido mais explicada e até mesmo dado exemplos sobre como seria o funcionamento desta.

No Edital nunca foi dito que a nota seria 60,00 pontos, mas conforme disse em uma postagem anterior, o cargo de professor veio com regras muito mais rígidas e somente acertando metade da prova objetiva não classificaria o candidato.

A pegadinha do EDITAL:

Lembrando que foram inscritos para o cargo de Professor NII quase 5 mil pessoas, e foram considerados aprovados da maior nota a menor até a posição 598º, sendo considerados aprovados, todos os candidatos que obtiveram nota 60,00 na prova objetiva, ou seja, a nota de corte não foi especificada porque dependia do desenvolvimento dos candidatos na prova e a note de corte foi de 60,00. Não tinha como prever ou especificar no edital porque dependia de um acontecimento futuro. Porém, a banca podia ter mais clara sobre isso no edital.

As crianças querem retornar à escola, mas que escola encontrarão?



Por Gabriela Dourado.

Quem se preocupa com conteúdos? Nós professores, alguns pais... Mas as crianças querem muito que as aulas voltem para poder brincar com os colegas, abraçar as professoras, sentar perto dos amiguinhos e emprestar os materiais novos, querem dividir o lanche, se abraçar nas filas, pegar na mão na brincadeira de roda, querem ficar de empurra empurra "zuando" na fila... Sendo criança...

A escola que eles encontrarão será todo mundo mascarado... Dificuldade de entender o que estão falando. Proibido tocar no outro. Proibido abraçar... Proibido sentar perto. Proibido dar as mãos. Proibida qualquer brincadeira junto com o outro colega. Proibido emprestar os materiais. Proibido dividir o lanche. Quem for pra escola um dia sequer. Não vai mais querer ir... 

A escola que pra alguns já era pouco atrativa... Vai ficar assustadora, as professoras com roupa de enfermeira, médicas... Meu filho não vai... O conteúdo pra ele já está atrasado mesmo... Melhor começar do início... quando estiver tudo mais calmo. Ir pra escola no meio da guerra não dá.

NOSSAS REDES SOCIAIS