IPAM SAÚDE: novo projeto propõe aumento e perda de direito dos servidores municipais!



Por Val Barreto.


O novo projeto de Lei que regulamenta o serviço de Assistência à Saúde, prestado pelo Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores do Município de Porto Velho – IPAM está pronto e pasmem, o projeto já chegou à Câmara para ser votado e os conselheiros já aprovaram o projeto, em reunião remota online.

O ANTEPROJETO:

O anteprojeto prevê aumento da contribuição aos servidores ativos para 9% e mais 1% por cada dependente, também tira o direito ao auxílio funeral aos servidores da rede que vem a óbito. (Conheça o auxílio funeral – CLIQUE AQUI).

Aos servidores INATIVOS/APOSENTADOS o aumento vai para 14%, inclusive a conselheira representante dos aposentados, Cleusa Ferreira, votou FAVORÁVEL ao projeto que prevê esse aumento sobre os proventos e pensões dos servidores municipais inativos, mas ressaltou ser contra o aumento de 14%.

12 motivos para ampliar as vagas do Concurso da Prefeitura 2019! (Abaixo a nota de corte).



Por Val Barreto*

A ampliação das vagas do Concurso da Prefeitura Municipal de Porto Velho, Edital 001/2019 é um sonho almejado pelos candidatos aprovados e para os candidatos que ficaram abaixo de 60 pontos (ou seja de 58 a 50 pontos) com a nota de corte, que se mostrou pouco clara nas regras do certame, sob a responsabilidade da banca IBADE - Instituto Brasileiro de Apoio e Desenvolvimento Executivo.

O SINPROF - Sindicato dos professores e professoras de Rondônia fez a solicitação da ampliação das vagas do referido concurso durante a reunião com a Comissão da Educação da Câmara Municipal na quarta-feira (24/06).

O SINPROF solicitou e argumentou sobre a necessidade dessa ampliação e pretende reforçar a importância dessa ampliação em uma nova reunião no início da próxima semana.

Esse artigo visa expor argumentos que justificam legalmente e moralmente a ampliação das vagas e convocação de mais professores e especialistas em educação:

1º Devido a Pandemia do novo coronavírus os professores que apresentam comorbidades e, portanto, fazem parte do grupo de risco, deverão se afastar da sala de aula, prevenindo e evitando complicações ou mesmo a morte causada pela doença COVID-19.

2º Os professores que vieram a óbito em razão da doença COVID-19, deixaram de exercer suas funções e mesmo através das aulas-remotas, os educando não podem sair no prejuízo, fazendo-se necessário que seja feito um levantamento de quantos professores faleceram, para que os cargos/serviços sejam ocupados/executados por novos profissionais, garantindo a continuidade do processo educativo.

3º Vários professores irão realizar o processo de descompatibilização (afastamento) para exercer mandato eletivo, afastando-se da escola para concorrer a vaga de candidatos a vereador nas eleições municipais 2020, gerando necessidade de substituição nesse período e se eleitos, irão ficar afastados por 4 (quatro) anos, gerando necessidade.

4º A ampliação da rede municipal de ensino deve acompanhar o reflexo econômico-social da Pandemia, visto que muitos alunos da rede privada, irão necessitar se matricular na rede pública, devido aos pais e/ou responsáveis terem perdido o emprego, devido a crise econômica gerada pela Pandemia do novo coronavírus.

5º A garantia da qualidade do ensino remoto, requer novas contrações, uma que vez que há professores que possuem dois contratos no município ou também um no estado, o que os impede de atuar de forma integral com apenas uma turma.

6º No retorno das aulas presenciais, seguindo as recomendações dos órgãos de controle, organizações de saúde, conselhos, dentre outros, as turmas deverão conter MENOS alunos por sala, gerando necessidade de mais professores para atender as turmas que deverão ter a quantidade de alunos reduzida;

7º O TCE (Tribunal de Constas do Estado) recomenda moderação nas horas extras, o que requer que novos professores assumam como titulares em uma única turma, afinal as horas extras sobrecarregam os professores;

8º Alguns professores deram início a aposentadoria para não ser atingido pelas regras da Reforma da Previdência, gerando assim vagas para que esses cargos sejam ocupados por novos profissionais;

9º Como compromisso e na intenção de manter a qualidade da educação e principalmente para a maior eficiência do trabalho pedagógico junto a gestão da escola, é recomendável que toda escola da rede municipal tenha os dois principais profissionais que fortalecem a equipe multidisciplinar, ou seja, os especialistas em educação, sendo estes: 1 orientador e 1 supervisor. A contribuição de ambos é indispensável tanto na zona urbana quanto na zona rural e a importância da contratação desses profissionais é inegável;

10º A ampliação não gera danos ao erário, uma vez que a redução da nota de corte, por exemplo, não significa gasto, nem obrigação da Prefeitura em contratar. Gera economia, já que após ser renovado o concurso para mais 2 anos, haveriam profissionais para ser convocado conforme a necessidade, sem abertura de nova licitação e gasto com novo certame;

11º A Lei Complementar nº 173, de 28/05/2020, estabelece o Programa Federativo de Enfrentamento ao Coronavírus, PROIBINDO até 31 de dezembro de 2021 o lançamento de novos concurso públicos que gere despesa obrigatória de caráter continuado. 






12º A necessidade de contratação é real e precisa ser suprida, para que a educação, principalmente após a pandemia, se recupere e garanta aos educandos um ensino de qualidade. Essa qualidade, porquanto, se torna possível com profissionais recém-formados, descansados, preparados para ocupador esses cargos e vencer os desafios de um ensino e aprendizagem diante do cenário pós COVID-19.


*Texto escrito por: Val Barreto - Contato: (69) 9 9310-6942 
(Professora e jornalista em Porto Velho).
E-MAIL: valdineiabarreto2015@gmail.com

SINPROF participa de reunião sobre volta às aulas presenciais.



Por Val Barreto.

O SINPROF - Sindicato dos professores e professoras de Rondônia se reuniu na última quarta-feira (24 de junho, 2020) para participar de uma reunião com a Comissão Permanente de Educação da Câmara Municipal de Porto Velho.

Na reunião foram discutidos sobre a volta às aulas presenciais, com previsão para o dia 7 de agosto, 2020, bem como o planejamento estratégico para este retorno e ainda sobre os impactos da Pandemia na Educação da rede municipal de Porto Velho.

Para saber o que rolou por lá e quais foram os desdobramento, confira a matéria no site oficial do sindicato – CLIQUE AQUI.

ELEIÇÕES 2020: Servidores públicos pré-candidatos (Como pedir afastamento + Modelo de declaração e informações).



Por Val Barreto.

A desincompatibilização, ou seja, o afastamento do servidor público para se candidatar tem gerado muitas dúvidas, principalmente sobre os prazos, sobre as possíveis mudanças das eleições e sobre como realizar esse processo e concorrer a vaga nas eleições 2020, por isso, essa matéria terá grande relevância, sendo uma verdadeira luz, no final do túnel.


QUEM DEVE SE DESINCOMPATIBILIZAR?

Os servidores (as) e empregados (as) da Administração Pública Direta, Indireta da União, dos Estados, do Distrito Federal, dos Municípios, inclusive das fundações mantidas pelo poder público, que desejarem concorrer a cargo eletivo em eleições devem em prazos variáveis consoante o cargo ocupado, afastar-se do exercício de seu cargo, com vencimentos e vantagens integrais até o dia seguinte ao da eleição.

PRAZO E ADIAMENTO DAS ELEIÇÕES 2020:

O prazo para pedido de Descompatibilização é até o dia 03/07/2020, ou seja, na próxima sexta-feira, todavia a possibilidade de adiar as eleições para o dia 15 de novembro tem tirado o sono de muita gente que precisa se afastar da sua função, para concorrer.

O Senado aprovou na terça-feira (23/06) a proposta que adia para 15 de novembro o 1º turno das eleições municipais em razão da pandemia do coronavírus, porém para a mudança valer, a matéria precisa também do aval dos deputados. Por se tratar de uma alteração na Constituição, são necessários ao menos 308 votos favoráveis em dois turnos de votação.

O adiamento das eleições tem sido discutido nos últimos meses por Congresso Nacional, Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e especialistas, como medida para minimizar o risco de contágio por covid-19.


Parte dos parlamentares favoráveis ao texto do Senado (adiamento para novembro) defende a votação da matéria pela Câmara no dia 30 de junho, 2020, na próxima terça-feira.

O QUE FAZER ENTÃO?

Na terça-feira ocorrerá a votação, e já teremos uma resposta oficial se seguimos ou não o cronograma atual, porém, você que deseja se candidatar, já deve adiantar a sua declaração, na qual deve indicar que você está regularmente filiado ao Diretório Municipal do seu Partido e é Pré-candidato a Vereador ou Prefeito nas Eleições Municipais de 2020.

Lembrando que essa declaração deve ser apresentada na sua secretaria junto a um requerimento, solicitando seu afastamento. No caso dos servidores estaduais, esse procedimento pode ser feito através do SEI, porém para os servidores municipais de Porto Velho, o procedimento deve ser feito em requerimento + declaração do partido na Secretaria Municipal de Administração – SEMAD.

DECLARAÇÃO:

FACILIDADE: Prefeitura lança novo e moderno Portal do Servidor (PASSO A PASSO)



A Prefeitura de Porto Velho lançou o novo Portal do Servidor, que é a continuação do projeto de implantação do Sistema E-cidade, o qual integra todos os serviços da municipalidade como saúde, educação, modulo financeiro e tributário, entre outros.

Apesar de causar alguns problemas, logo tudo será corrigido e resolvido, oferecendo ao servidor um visual melhor e mais facilidade para acessar as informações, o Portal do Servidor, que é uma ferramenta tecnológica implantada no site da prefeitura (www.portovelho.ro.gov.br), terá algumas complementações que vão facilitar mais ainda o seu acesso, com a implantação de outras duas etapas.

O servidor terá mais facilidade para ver suas férias, todos os assentamentos que ele tiver ao longo da vida dele na Prefeitura, acesso mais simples a sua ficha financeira, o contracheque terá um novo layout e mais bem explicado, suas informações cadastrais e ainda vai poder visualizar se tem alguma informação incorreta ou não, essas informações básicas que todo servidor precisa ter:

1/6 DE FÉRIAS: Quem tem direito? Decreto nº 10.464/2006



Por Val Barreto.

Muitos professores, principalmente os novos, que tomaram posse após convocação do Concurso da Prefeitura Municipal de Porto Velho Edital 001/2019, têm dúvidas sobre o 1/6 de férias (os 15 dias no meio do ano) por isso, algumas dessas dúvidas serão esclarecidas com base no Decreto nº 10.464, de 01 de setembro de 2006 que regulamenta a concessão de férias aos servidores públicos do Município de Porto Velho.

De acordo com o Art. 14 os servidores pertencentes ao grupo de Magistério, lotados nas unidades escolares da Rede Municipal de ensino e em efetivo exercício, farão jus a férias anuais de 15 dias no meio do ano e 30 dias no DEZ/JAN do ano corrente, somando 45 (quarenta e cinco) dias, a serem gozadas durante o período de recesso escolar.

Todavia vale lembrar que de acordo com o Art. 2º o servidor público municipal só faz jus as férias: “respeitado o período aquisitivo de 01 (um) ano em efetivo exercício”. (Redação dada pelo Decreto nº 10.612 de 01.03.2007).

Novo portal do servidor causa transtornos a servidores municipais! (E AGORA?)



Por Val Barreto.

A Secretaria Municipal de Administração (SEMAD) realizou na semana de pagamento dos servidores municipais, a migração para o novo Sistema E-Cidade do Portal do Servidor. Entre os transtornos estão alguns casos:

    • Desconto indevido na folha de pagamento;
    • Desconto indevido do IPAM;
    • Cobrança de Empréstimos não realizados;
    • Idade divergente da data de nascimento;
    • Não acesso a cadastro no Novo Portal do Servidor e outras.

A mudança repentina além de causar vários transtornos, como atrasos no pagamento, descontos indevidos, falta de auxílios, gratificações e férias, gerou muitas dúvidas em relação a algumas nomenclaturas que tiveram seus nomes alterados.

Sobre as nomenclaturas, a SEMAD esclareceu em nota, não se trata de novos descontos, a exemplo está a nomenclatura "IPAM FINANCEIRO SOBRE SALARIO", que anteriormente era chamada "IPAM PREVIDÊNCIA 11%" e trata apenas da informação de incidência sobre o cálculo de previdência, não havendo qualquer desconto sobre os rendimentos do servidor.

Houve servidores acreditando que se tratava de novos descontos, principalmente com relação ao IPAM, por isso venho ressaltar que existem 3 descontos do IPAM, sendo estes:

- IPAM SAÚDE (Contribuição de 7% da Assistência Médica);

- IPAM PREVIDÊNCIA (11% da contribuição com a previdência para aposentadoria) Esse desconto agora se chama “IPAM financeiro sobre salário”;

- IPAM ELEMENTO MODERADOR (Contribuição de até R$390 de contribuição pelo uso da Assistência Médica em cirurgias e exames de alto curso).

SOBRE OS PAGAMENTOS QUE NÃO SAÍRAM:

Os salários de alguns servidores não saíram, devido as informações da agência e conta bancária estarem errados, prejudicando o depósito dos proventos.

Os responsáveis pela folha de pagamento já estão corrigindo os erros, todavia é preciso que os servidores que estão nessa situação, procurem a SEMAD pelos telefones, para saber, como fazer as devidas correções.

SOBRE O 1/6 DE FÉRIAS (ALGUNS NÃO RECEBERAM):

Alguns servidores não receberam o 1/6 de férias, mesmo tendo direito, como é o caso dos especialistas em educação (orientação e supervisão). Houve caso de professores que também não receberam, todavia, os professores que entraram em menos de 1 ano, ou seja, no último Concurso da Prefeitura Municipal de 2019, não tem direito a receber e nem gozar da 1/6 de férias, pois pela Legislação, o servidor deve estar em exercício pelo menos 1 ano.

E AGORA? COMO REGULARIZAR SUA SITUAÇÃO:

A SEMAD informou as secretarias que por motivo de mudança de sistema, Modúlo GP para o E-Cidade, ocorreram esses problemas na situação funcional e financeira de alguns servidores.

Essas situações devem ser requeridas pelo servidor (de próprio punho) e enviadas ao e-mail: atendimentoservidordgp@gmail.com 

OBS: Os dados funcionais devem vir no texto do requerimento, bem como, a situação requerida com anexos quando necessário.

As horas extras pagas a menor, bem como, as horas extras retroativas, serão regularizadas em julho.

Foi informado ainda que já estão sendo tomando todas as providências para o pagamento de 1/6 de férias para os servidores Especialistas em Educação que não receberam em junho, serão regularizadas em julho.

Quanto o não pagamento de 1/6 de férias dos servidores Monitores de Ensino, a SEMAD informou que está realizando consulta a PGM (Procuradoria Geral do Município) a fim de dirimir conflitos de legislação.

A SEMAD pede desculpas pelos transtornos ocorridos e os servidores estão trabalhando para corrigir todos os problemas.

IEMAR OFERTA PÓS-GRADUAÇÃO A R$49,99 ATÉ 30/06


Por Val Barreto.

O instituto Educacional Maris (IEMAR) está com uma promoção para quem fizer a matrícula até dia 30/06. Pagando a matrícula até o dia 30 de junho, com valor normal de R$150 com desconto sai por R$70.  As mensalidades são feitas no boleto bancário e a matrícula pode ser paga no boleto, também ou por transferência.

A mensalidade pode ser paga em qualquer dia do mês de julho. promoção se estende até o dia 30 de junho e vale para todos os cursos de pós-graduação latu senso de todas áreas. Você pode escolher a duração do curso e cursar uma pós-graduação em no mínimo 3 meses e no máximo 18 meses. Confira os valores e duração dos cursos:

DURAÇÃO DO CURSO E PARCELAMENTOS:

18 Meses (18x de R$49,99)
12 Meses (12x de R$75,00)
10 Meses (10x de R$90,00)
6 Meses (6x de R$150,00)
4 Meses (4x de R$225,00)
3 Meses (3x de R$300,00)

MATRÍCULA (COMO FAZER):

Para fazer sua matrícula só preciso que você preencha um formulário enviando as respostas pelo Whatsapp mesmo: https://whats.link/matriculasposgraduacao Em seguida só enviar as fotos dos documentos. Não precisa escanear. Só mandar pelo whatsapp.

PAGAMENTO DA MATRÍCULA:

Você paga somente a matrícula agora no valor de R$70 reais para qualquer dia de junho e escolhe o dia em que a mensalidade deve vencer só em julho. A matrícula pode ser paga no boleto ou transferência bancária. 

Legado Weintraub: MEC revoga portaria que previa fim das cotas para negros, indígenas e PCD na pós-graduação.


G1: O Ministério da Educação (MEC) tornou sem efeito a portaria assinada pelo ex-ministro Abraham Weintraub, que acabava com incentivo a cotas para negros, indígenas e pessoas com deficiência em cursos de pós-graduação. A revogação foi publicada no início da madrugada desta terça-feira (23) no Diário Oficial da União, e foi assinada pelo ministro interino da pasta, Antonio Paulo Vogel de Medeiros.

Cotado para o MEC, Renato Feder: quem é dele e como pensa?

CORREIO BRAZILIENSE: Renato Feder, atual secretário de Educação do Paraná, é um dos nomes mais cotados para ser o terceiro ministro da Educação do governo de Jair Bolsonaro (sem partido). Na manhã desta terça-feira (23/06), o paulista se reuniu por cerca de 1 hora e meia com o presidente da República, em Brasília. O encontro reforça a pressão que o governo federal vem sofrendo para nomear um perfil mais técnico na tentativa de amenizar a crise deixada pelo ex-ministro Abraham Weintraub. Em entrevista ao Correio, Feder classificou o presidente como um "estadista" que está "realmente preocupado em fazer uma nomeação ponderada".

Professores universitários se sobrecarregam com mais funções.



*Por Allysson Martins.

A nova cobrança é que os docentes de ensino superior sejam divulgadores científicos, além de professores, pesquisadores, extensionistas e gestores administrativos. O questionamento aumentou desde que os influenciadores digitais têm ocupado os espaços que estavam nas mãos dos jornalistas, profissionais treinados para realizar a tradução de fatos, inclusive os científicos. A exigência, no entanto, não apareceu apenas durante a pandemia da COVID-19, quando as aulas foram suspensas na maioria das instituições públicas de ensino superior do país e do mundo.

Professores esperam que novo ministro tenha compromisso com a educação!



Por Val Barreto.

Não é novidade que muitos professores comemoraram a demissão de Abraham Weintraub à frente do Ministério da Educação. O motivo da comemoração em primeiro lugar é pela incompetência mesmo, depois vem a insatisfação com declarações, apoio a protestos antidemocráticos e ações do ministro ao longo dos sombrios 14 meses que o ministro esteve no cargo.

“JÁ VAI TARDE” - Demissão Weintraub foi bem recebida por professores em Rondônia!



Por Val Barreto*.

O anúncio da saída de Abraham Weintraub do Ministério da Educação foi bem recebido por vários professores nesta quinta-feira (18/06). Nas redes sociais, as manifestações foram de repúdio à gestão do ministro nos 14 meses em que ele ocupou o cargo.

Já vai tarde! Esse foi o pior ministro da história. Nunca fomos tão mal representados.” - Comentou uma professora de Porto Velho, com uma breve expressão do que representa a opinião de muitos professores.

Para muitos professores o sentimento é de alívio, por saber que finalmente o ministro não pode mais cortar direitos da pasta, mas também, um misto de medo, afinal, quando o assunto é o governo Bolsonaro, sempre pode piorar.

Além dos professores, vários senadores da oposição também fizeram declarações em relação ao pedido de demissão. Para o senador Humberto Costa (PT-PE), o ministro não contribuiu em nada para o país em uma das pastas mais importantes do governo. “Tentou aprofundar as desigualdades e criou crises internacionais. Foi o pior ministro da Educação que o país já teve.”

De álcool em gel à máscara: como está sendo a abertura das escolas particulares no Brasil.



A volta às aulas ainda é um assunto espinhoso no Brasil, já que o país concentra um dos maiores números de casos de coronavírus no mundo. Há muito debate em relação a esse tema, pois uma parte dos pais teme levar os filhos para a escola e outra não tem com quem deixar as crianças, com o trabalho também voltando.

Em algumas cidades brasileiras, as escolas particulares já iniciaram sua retomada gradual, principalmente no ensino infantil. Segundo Ademar Batista Pereira, professor e presidente da FENEP — Federação Nacional das Escolas Particulares — com a abertura do comércio em alguns municípios, é essencial que as instituições de ensino também sejam abertas. Segundo ele, as mães que trabalham acabam tendo dificuldades de achar alguém para ficar com os filhos e deixam com os avós, o que não é adequado.

A EDUCAÇÃO CHORA: Professora morre de Covid-19 em Porto Velho.



Por Val Barreto*.

A educação, amigos e familiares da professora Marilena Carvalho, lamentaram sua morte. Marilena foi vítima de covid-19, ocorrida no dia 15 de junho em Porto Velho.

A professora era muito querida e lecionava na escola Santa Marcelina. O sepultamento ocorreu na manhã da terça-feira (16/06), no cemitério Recanto da Paz, na capital. 

Deputado cobra respostas da SEDUC quanto a efetividade de ações.



PORTO VELHO, RO - Sessão Ordinária de terça-feira (16/06) da Assembleia Legislativa, o deputado estadual Lazinho da Fetagro (PT) teve requerimento aprovado pela Casa, em que solicita do Governo do Estado de Rondônia, por meio Secretaria de Estado da Educação (Seduc), informações quanto as ações que vêm sendo tomadas no âmbito educacional, neste período de suspensão das aulas presenciais, devido à pandemia do novo Coronavirus (Covid-19).

SINTERO entra com ação requerendo pagamento de horas-extras a professores estaduais.



Porto Velho - RO - O Sintero, através da assessoria jurídica, protocolou uma nova ação judicial no Tribunal de Justiça de Rondônia (TJ/RO), requerendo o pagamento de hora-extras aos professores pelos 15 minutos de intervalo dirigido que não eram computados na jornada de trabalho antes do acordo que reduziu o módulo aula, assinado em 2016 pela Seduc e Sintero.

A luta pelo reconhecimento desse direito iniciou em 2012, quando o Sintero entrou com uma ação judicial para que os professores com 40, 25 e 20 horas tivessem incluídos em sua carga horária de trabalho, os 15 minutos de intervalo dirigido, uma vez que esses profissionais ficam totalmente à disposição da escola durante o recreio dos alunos, sendo que o intervalo não representa descanso do professor e sim dos estudantes. À época o pedido foi indeferido pela Justiça.

Governo trata professores com descaso e não oficializa data de pagamento do Piso – Diz SINTERO.



SINTERO: A falta de compromisso e de comunicação, expressam o modo em que o Governo de Rondônia tem conduzido ou, neste caso, não conduzido o relacionamento com o Sintero, representante dos trabalhadores em educação no Estado. 

Por meio de informações extraoficiais, uma vez que a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) se recusa a dialogar com o sindicato e ignora os inúmeros ofícios encaminhados, foi obtido a informação de que possivelmente o Piso Salarial do Magistério será atualizado no mês de julho, porém sem os valores referentes ao retroativo.

MEC suspende aulas presenciais do ensino superior até 31 de dezembro!



Por Val Barreto.

O Ministério da Educação, por meio do Gabinete do Ministro, através da Portaria nº 544, de 16 de junho de 2020 suspendeu as aulas presenciais até 31 de dezembro de 2020.

A portaria dispõe sobre a substituição das aulas presenciais por aulas em meios digitais, enquanto durar a situação de pandemia do novo coronavírus - Covid-19, e revoga as Portarias MEC nº 343, de 17 de março de 2020, nº 345, de 19 de março de 2020, e nº 473, de 12 de maio de 2020. Para acessar a portaria original – CLIQUE AQUI.

Curso de Apresentação em Multi-plataformas é destaque em Porto Velho.

Foto: Karina Quadros.

Por Val Barreto.

A jornalista Karina Quadros, está ofertando um curso exclusivo que prepara professores e outros profissionais para apresentação em diferentes formatos. Karina é apresentadora, repórter, produtora de conteúdo e editora-chefe de telejornal na Rede Amazônica Rondônia.

 
Foto: Rede Amazônica - Facebook.
Com um currículo invejável, Karina tem 14 anos de experiência em rádio e telejornalismo e produções audiovisuais, 12 certificações de telejornalismo pela UNIGLOBO (Rede Globo) e 3 prêmios estaduais de reportagem para TV. 

O curso é exclusivo e possui material autoral elaborado pela jornalista, que resolveu sistematizar suas experiências com professores, apresentadores, jornalistas, blogueiros e pessoas que queiram aprender a como se apresentar bem em multi-plataformas (Televisão, you tube, Instagram, Facebook, dentre outras plataformas e redes sociais).

O curso é uma incrível oportunidade e traz resultados surpreendentes já nas primeiras aulas. Por ser muito experiente em apresentação, a jornalista fala com propriedade sobre o assunto e o mais importante, o curso consiste em aulas práticas, técnicas, exercícios e dicas valiosas que vão trazer qualidade a apresentação em vídeo, sem contar a prevenção de erros grotescos que muitas vezes, não percebemos quando gravamos sem orientação profissional.

Para se matricular no curso, envie uma mensagem ao whatsapp da Karina Quadros – CLIQUE AQUI ou pelo telefone: (69) 8114-5563.

Foto: Karina Quadros.


Uma oportunidade única, é o mínimo que pode ser dito sobre o curso, que se mostrou uma alternativa ideal para professores, jornalistas, artistas, políticos, blogueiros, influencers e qualquer pessoa que queira aperfeiçoar técnicas de apresentação em vídeo.

As aulas são totalmente a Distância, transmitida de forma exclusiva e AO VIVO pelo Google Meet em horário marcado e ensinam a como transmitir a mensagem/notícia com qualidade, a como se apresentar em diferentes formatos, roteiros, feedback e sobre o compromisso do apresentador com a mensagem que está sendo transmitida nos vídeos.

Além do material exclusivo a jornalista analisa vídeos diários gravados pelo aluno e aponta vários elementos, seja de erros, seja de acertos, o fato é que você realmente sai com habilidades e técnicas, que podem fazer toda a diferença na gravação de vídeos, além ser capaz de dialogar e se comunicar com o telespectador de maneira responsável e adequada.

Para se matricular no curso, envie uma mensagem ao whatsapp da Karina Quadros – CLIQUE AQUI ou pelo telefone: (69) 8114-5563.

Conselho de secretários de Educação orienta medidas sanitárias e avaliação de alunos no retorno às aulas



O Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) publicou nesta terça-feira um documento com diretrizes para protocolo de retorno às aulas presenciais. Entre as orientações, estão aspectos pedagócios (como definição de revisão curricular e avaliação diagnóstica) e sanitárias.

Entre as medidas de prevenção à doença, estão distanciamento social com a diminuição de alunos por sala, cancelamento de atividades em grupo e sinalização de rotas dentro das escolas para que os alunos mantenham distância entre si.

MEDO: Pequim fecha escolas e universidades após novo surto.



NOTÍCIAS AO MINUTO - A cidade de Pequim vai voltar a encerrar todas as suas escolas e universidades, anunciaram hoje as autoridades locais, após um aumento dos casos do novo coronavírus na capital chinesa. A vice-secretária-geral do governo municipal de Pequim, Chin Bei, disse numa coletiva de imprensa que a cidade passa agora do terceiro para o segundo nível de emergência, no qual as comunidades de vizinhos vão comprovar a identidade e o estado de saúde dos residentes, assim como medir a temperatura.

SINTERO menciona o NÃO reajuste do Piso do Magistério dos Professores de Rondônia!



SINTERO: O Sintero, como representante dos trabalhadores em educação, continua na luta pela atualização do Piso do Magistério de 2020, reajustado pelo Ministério da Educação (MEC) para o valor de R$2.886,24, representando um aumento de 12,84% em relação ao ano passado. Desde janeiro, a pauta salarial foi tema das diversas audiências realizadas antes da pandemia, e continua sendo assunto das inúmeras solicitações encaminhadas via ofícios ao Governo de Rondônia, mas que seguem sem respostas.

20 crianças numa sala de aula implica em 808 contatos cruzados em dois dias, alerta universidade.



EL PAÍS: O fim progressivo da quarentena na Europa levanta dúvidas sobre como proceder. Entre os dilemas que mais preocupam está o retorno das crianças e jovens às aulas, previsto para setembro na Espanha. A ministra da Educação espanhola, Isabel Celaá, anunciou há alguns dias que o Governo não considerava necessário o uso de máscaras ou a manutenção de uma distância física mínima nos primeiros quatro anos do ensino fundamental, pois são grupos assimiláveis como famílias ou que mantêm convivência. No entanto, os cálculos matemáticos de pesquisadores da Universidade de Granada (UGR) apresentam resultados que contradizem a ideia de um pequeno grupo familiar.

Supondo uma família espanhola média, composta por dois adultos e 1,5 filhos menores ―dado usado nas operações matemáticas, assumindo que há 10 alunos com um irmão na sala de aula e outros 10 são filhos únicos―, no primeiro dia de aula cada aluno será exposto a 74 pessoas. Isso ocorrerá exclusivamente se não houver contato com alguém fora da sala de aula e da casa da família.

PREFEITURA RECEBE PRIMEIRA PARCELA DO AUXÍLIO FINANCEIRO DO GOVERNO FEDERAL.



A Prefeitura de Porto Velho recebeu na semana passada (9) a primeira parcela do Auxílio Financeiro aos Municípios (AFM), oriundos do Governo Federal. O recurso decorre da Lei Complementar (LC) 173/2020, que instituiu o Programa Federativo de Enfrentamento ao Coronavírus e oferece auxílio financeiro aos estados, Distrito Federal e municípios durante a pandemia. Ao todo, Porto Velho receberá R$ 75.306.623,32, que serão divididos em quatro parcelas, que vão atuar de forma compensatória sobre a queda de receitas neste período de pandemia.

Está incluso também no montante recebido, o recurso destinado ao combate à Covid-19, sendo de R$ 1.917.416,31 que deve, obrigatoriamente, ser aplicação na área de saúde e assistência social, conforme prevê a Portaria Federal 774/2020 de 9 de abril de 2020. Outras três parcelas serão recebidas para este fim, somando R$ 7.669.665,24, ou seja, 10% do valor bruto recebido.

Interrupção das aulas na pandemia pode reduzir PIB brasileiro.


A interrupção das aulas durante a pandemia do novo coronavírus pode reduzir o PIB (produto interno bruto) brasileiro de 5,3% a 23% pela perda de renda que os jovens sofrerão com o déficit de aprendizado desse período. O cálculo foi feito por economistas do Insper.
O estudo calculou o impacto da perda de aprendizado neste ano ao longo da vida dos estudantes. A projeção é de que os jovens podem perder R$ 42,5 mil de renda se os conteúdos não forem repostos e eles seguirem para o mercado de trabalho com esses déficits.
Com 34,8 milhões de estudantes na educação básica, a perda de renda dessa geração teria um impacto de R$ 1,48 trilhão na economia do país, o que representa 23% do PIB. A projeção faz parte do estudo “Estamos fechando escolas: essa é uma decisão sábia?”, feito por professores da instituição.

IFRO abre 9.410 vagas em cursos online.

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (Ifro) realiza seleção para 9.410 vagas em cursos da modalidade Formação Inicial e Continuada (FIC) do Programa Novos Caminhos. Os cursos serão ofertados via Ambiente Virtual de Aprendizagem e as aulas iniciam no próximo dia 30 de junho. As ofertas são totalmente gratuitas e não há taxa de inscrição. O período de inscrição é de 11 a 23 de junho.

NOSSAS REDES SOCIAIS