Professores podem cobrar com correção reajustes não pagos do piso do magistério!



Desde que foi criada em 2008, no governo Lula, lei do piso do magistério possibilitou reajustes que somam 117, 41%. Prefeitos e governadores, no entanto, deixaram de cumprir grande parte do estabelecido ou até mesmo sua totalidade, o que trouxe muito prejuízo financeiro para os educadores. Saída para amenizar a situação e recorrer à Justiça e cobrar com correção os últimos cinco anos não pagos, conforme veremos após o anúncio.

Cobrar na Justiça

Para recorrer ao Poder Judiciário, o primeiro passo é procurar o sindicato ou advogado particular para checar o que deixou de ser pago ou foi cumprido apenas parcialmente. Os percentuais dos últimos cinco anos são:

  • 2015 - 13,01
  • 2016 - 11,36
  • 2017 - 7,64
  • 2018 - 6,81
  • 2019 - 4,17

TOTAL: 42,36

O que não pode mais ser cobrado judicialmente:

  • 2010 - 7,86
  • 2011 - 15.85
  • 2012 - 22,22
  • 2013 - 7,97
  • 2014 - 8,32

TOTAL: 62,22


Comente com o Facebook:

:) :,( ;) :D :-/ :? :v X( :7 :-S :(( :* :| :-B ~X( L-) =D7 :-w s2 \m/ :p kk

0 comentário

Postar um comentário

Deixe seu comentário, sugestões, críticas, será um prazer responder você.

NOSSAS REDES SOCIAIS