MANUAL DE TCC IEMAR (GUIA DE ELABORAÇÃO).


 Orientações Gerais - Para acessar um MODELO TCC IEMAR pronto - CLIQUE AQUI

1- Seguir o modelo abaixo e suas orientações. Use este mesmo arquivo na confecção de seu trabalho e salve um para pesquisa. Apenas retire estas  orientações (1ª página) e o trabalho já estará até com a paginação.  

2- Não coloque capa e folha de rosto. Faça exatamente como no modelo, observando sempre a fonte e os espaços. Não colocar elementos extras sem fundamento metodológico. 

3- O artigo deve possuir no mínimo 10 e no máximo 20 laudas ( texto escrito - sem contar eventuais anexos )  


4- Não esquecer do currículo na nota de rodapé da 1ª página, ele deve aparecer apenas na 1ª página. Colocar conforme o modelo e apenas o nome e titulação do orientador. 

5- Não pule páginas entre os tópicos ou deixe folhas em branco. O trabalho deve ser digitado como o modelo demonstra. 

6- Resumo: é a apresentação concisa dos pontos relevantes do TCC. Usualmente, não ultrapassa 20 linhas. 

7 - Não fazer Abstract e palavras chave em inglês.  

8 - Citação direta longa (com mais de três linhas) recuo de 4 cm da margem esquerda, com o texto digitado sem aspas, em fonte 10 e entre linhas simples.) 

9 - O parágrafo (recuo) deve ter 1,25 cm, cerca de 1 (um) Tab. 

10 – Nas REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS deve-se colocar apenas as obras que foram realmente usadas e citadas no texto. 

11 - Colocar as referências completas,  norma ABNT. 12 – Configurar página em superior e esquerda 3 cm, direita e inferior 2 cm. Parágrafo com espaçamento 1,5 entre linhas. Justificado. Obs.: Não colocar elementos não constantes no presente modelo. 


TÍTULO 

Autor(nome do aluno)1 

RESUMO: Este trabalho apresenta os elementos que constituem a estrutura de um artigo cientifico bem como apresenta de forma geral as regras de apresentação, o resumo, a citação no texto e as referências. As orientações aqui apresentadas baseiam-se na norma para apresentação de artigo científico, a NBR 6022 de 2003. 

PALAVRAS-CHAVE: Artigo científico; Normalização; NBR 6022. 

1 Introdução As orientações aqui apresentadas são baseadas na norma da ABNT para apresentação de artigos científicos impressos: a NBR 6022, 2003. Essa norma apresenta os elementos que constituem um artigo científico. Todavia, ao submeter um artigo científico à aprovação de uma revista, o autor deve seguir as normas editoriais adotadas pela revista. (FRANÇA et al., 2003, p. 59). “Artigo científico é parte de uma publicação com autoria declarada, que apresenta e discute ideias, métodos, técnicas, processos e resultados nas diversas áreas do conhecimento.” (ABNT. NBR 6022, 2003, p. 2) Para Lakatos e Marconi (1991), os artigos científicos têm as seguintes características: a) Não se constituem em matéria de um livro;  b) São publicados em revistas ou periódicos especializados; c) Permitem ao leitor, por serem completos, repetir a experiência. 

2 O artigo científico pode ser: a) Original ou divulgação: apresenta temas ou abordagens originais e podem ser: relatos de caso, comunicação ou notas prévias. b) Revisão: os artigos de revisão analisam e discutem trabalhos já publicados, revisões bibliográficas etc. 

1 Graduação em ........................, Especialização em ...................................................pela Instituição ............................................... E-mail do autor: (do aluno) (esta nota deve aparecer apenas na 1ª página) .


3 Estrutura O artigo científico tem a mesma estrutura dos demais trabalhos científicos: a) Pré-textual; b) Textual; c) Pós-textual. 

3.1 Elementos pré-textuais 

a) O título e subtítulo (se houver) devem figurar na página de abertura do artigo, na língua do texto; 

b) A autoria: Nome completo do autor na forma direta, acompanhado de um breve currículo.

c) O currículo: incluindo endereço (e-mail) para contato, deve aparecer em nota de rodapé; 

d) Resumo na língua do texto: O resumo deve apresentar, de forma concisa, os objetivos, a metodologia e os resultados alcançados, não ultrapassando 250 palavras. Não deve conter citações “Deve ser constituído de uma sequência de frases concisas e não de uma simples enumeração de tópicos. Deve-se usar o verbo na voz ativa e na terceira pessoa do singular”. (ABNT. NBR6028, 2003, p. 2); e) Palavras-chave na língua do texto: elemento obrigatório, devem figurar abaixo do resumo, antecedidas da expressão: Palavras-chave separadas entre si por ponto, conforme a NBR 6028, 2003, p. 2. 

3.2 Elementos textuais

3.2.1 Introdução Na introdução deve-se expor a finalidade e os objetivos do trabalho de modo que o leitor tenha uma visão geral do tema abordado. De modo geral, a introdução deve apresentar: 

a) O assunto objeto de estudo; 

b) O ponto de vista sob o qual o assunto foi abordado; 

c) Trabalhos anteriores que abordam o mesmo tema; d) As justificativas que levaram a escolha do tema, o problema de pesquisa, a hipótese de estudo, o objetivo pretendido, o método proposto, a razão de escolha do método e principais resultados.” (GUSMÃO; MIRANDA 1997 apud RELATÓRIO... [2003]). 

3.2.2 Desenvolvimento Parte principal e mais extensa do trabalho, deve apresentar a fundamentação teórica, a metodologia, os resultados e a discussão. Divide-se em seções e subseções conforme a NBR 6024, 2003. 

3.2.3 Conclusão: 

a) A conclusão deve responder as questões da pesquisa, correspondentes aos objetivos e hipóteses; 

b) Deve ser breve podendo apresentar recomendações e sugestões para trabalhos futuros; 

c) Para artigos de revisão deve-se excluir material, método e resultados. 

3.3 Elementos Pós-Textuais 

a) Notas explicativas: a numeração das notas é feita em algarismos arábicos, devendo ser única e consecutiva para cada artigo. Não se inicia a numeração em cada página; 

b) Referências bibliográficas: Elemento obrigatório, constitui uma lista ordenada dos documentos efetivamente citados no texto. (NBR 6023, 2000); 

c) Glossário: elemento opcional elaborado em ordem alfabética; 

d) Apêndices: Elemento opcional. “Texto ou documento elaborado pelo autor a fim de  complementar o texto principal.” (NBR 14724, 2002, p. 2); 

e) Anexos: Elemento opcional. “Texto ou documento não elaborado pelo autor, que serve de fundamentação, comprovação e ilustração.” (NBR 14724, 2002, p. 2); 

4 Ilustrações As ilustrações (quadros, figuras, fotos, etc.) devem ter uma numeração sequencial. 


Sua identificação aparece na parte inferior, precedida da palavra designativa, seguida de seu número de ordem de ocorrência do texto, em algarismos arábicos, do respectivo título, a ilustração deve figurar o mais próximo possível do texto a que se refere. (ABNT. NBR 6022, 2003, p. 5). 

5 Tabelas Conforme o IBGE (1993) as tabelas devem ter um número em algarismo arábico, sequencial, inscritos na parte superior, a esquerda da página, precedida da palavra Tabela. 

Exemplo: Tabela 5 ou Tabela 3.5 

5.1 Título As tabelas devem conter um título por extenso, inscrito no topo da tabela, para indicar a natureza e abrangência do seu conteúdo. 

5.2 Fonte A fonte deve ser colocada imediatamente abaixo da tabela em letra  maiúscula/minúscula para indicar a autoridade dos dados e/ou informações da tabela, precedida da palavra Fonte. 

6 Indicativo de seção O Indicativo Numérico da seção precede o título [da seção] alinhado à esquerda. “Não se utilizam ponto, hífen, travessão ou qualquer outro sinal após o indicativo da seção ou de seu título.” (NBR 6024, 2003, p. 2). 

7 Fonte Conforme a NBR 14724, 2002, deve-se usar a fonte Arial, tamanho 12, para o texto e para as referências. Para as citações longas, notas de rodapé, paginação, legendas das ilustrações e tabelas, usar tamanho 10. 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:  

ABNT. NBR 6022: informação e documentação: artigo em publicação periódica científica impressa: apresentação. Rio de Janeiro, 2003. 5 p. 

ABNT. NBR6023: informação e documentação: elaboração: referências. Rio de Janeiro, 2002. 24 p. 

ABNT. NBR6024: Informação e documentação: numeração progressiva das seções de um documento. Rio de Janeiro, 2003. 3 p. 

ABNT. NBR6028: resumos. Rio de Janeiro, 2003. 2 p.  

ABNT. NBR10520: informação e documentação: citação em documentos. Rio de Janeiro, 2002. 7 p. 

ABNT. NBR 14724: informação e documentação: trabalhos acadêmicos: apresentação. Rio de Janeiro, 2002. 6 p. 

FRANÇA, Júnia Lessa et al. Manual para normalização de publicações técnicocientíficas. 6. ed. rev. e ampl. Belo Horizonte: UFMG, 2003. 230 p. 

IBGE. Normas de apresentação tabular. 3. ed. Rio de Janeiro: IBGE, 1993. 

LAKATOS, Eva Maria; MARCONI, Marina de Andrade. Fundamentos de metodologia cientifica. 3. ed. rev. e ampl. São Paulo: Atlas, 1991. 270 p. 

Comente com o Facebook:

:) :,( ;) :D :-/ :? :v X( :7 :-S :(( :* :| :-B ~X( L-) =D7 :-w s2 \m/ :p kk

0 comentário

Postar um comentário

Deixe seu comentário, sugestões, críticas, será um prazer responder você.

NOSSAS REDES SOCIAIS