PESQUISA COMPLETA: Os 28 candidatos a vereadores com mais intenções de voto em Porto Velho!

De acordo com informações do G1, Porto Velho tem quase 600 candidatos a vereador nas eleições 2020, os partidos lançaram durante as convenções 622 candidatos a vereador em Porto Velho para as eleições municipais de 2020, segundo as atas registradas na Justiça Eleitoral. Destes, 32,6% são mulheres (203) e mais de 67% são homens (419).

 

Com quase 600 vereadores concorrendo as eleições 2020, estar entre os 100 com maiores intenções de votos é uma grande conquista e revela uma posição de destaque no protagonismo político. A professora Val Barreto teve seu nome citado entre as intenções de votos em 27º lugar de acordo com a pesquisa realizada pela Seção Norte Pesquisa.

 

A pesquisa completa da Seção Norte Pesquisa está disponível para consulta. Após divulgação da segunda parte da pesquisa que traz a professora Val Barreto (Partido Cidadania) entre os vereadores com mais intenções de voto em Porto Velho, agora a primeira parte apresenta os outros nomes que estão no topo da pesquisa de intenções de voto na capital. Confira:

Nova sede do IPAM, Inquérito do Ministério Público do Trabalho e Recursos do aluguel da nova sede!

 


O IPAM - Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores do Município de Porto Velho está funcionando agora em um local alugado. A sede fica em frente ao Hotel Vila Rica. A mudança para a sede alugada já funciona nesse local, até que a nova sede própria seja construída.


O Ministério Público do Trabalho (MPT) havia assinado um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) com a Prefeitura, prevendo a mudança de endereço do Ipam. A Prefeitura cumpriu o TAC e mudou o endereço, facilitando o acesso dos funcionários públicos atendidos pelo Ipam e também o trabalho dos servidores do órgão, visando:

 

1. GARANTIR nos locais de trabalho, condições de conforto, segurança e salubridade, conforme NR 8 da Portaria 3.214/78 do MTE;

 

2. GARANTIR a elaboração e efetiva implementação do PPRA, conforme NR 9 da Portaria 3.214/78 do MTE;

 

3. DISPONIBILIZAR nas instalações sanitárias, materiais para a limpeza, enxugo das mãos e papel higiênico, mantendo-as higienizadas e em perfeito funcionamento, conforme NR 24 da Portaria 3.214/78 do MTE;

 

4. ADEQUAR as instalações elétricas do estabelecimento garantindo a segurança dos trabalhadores, conforme NR 10 da Portaria 3.214/78 do MTE;

 

5. ELABORAR análise ergonômica do Trabalho, corrigindo os níveis de iluminância nos ambientes de trabalho, conforme NR 17 da Portaria 3.214/78 do MTE;

 

6. ADEQUAR o sistema de proteção e combate contra incêndio, de acordo com a legislação estadual e normas técnicas aplicáveis, conforme NR 23 da Portaria 3.214/78 do MTE;

 

7. ADEQUAR os setores destinados à assistência à saúde, no estabelecimento, conforme as exigências estabelecidas pela NR 32 da Portaria 3.214/78 do MTE.


 Para acessar o Inquérito na íntegra - CLIQUE AQUI (arquivado).

 

Recursos financeiros do aluguel:

 

Os recursos utilizados no aluguel e na construção não são do fundo de assistência médica, trata-se de recursos do fundo de previdência (2% de taxa administrativa).

 

Terreno e nova sede própria:

 

Em outubro de 2018, o prefeito Hildon Chaves, assinou o termo de doação de um terreno ao IPAM. De acordo com Hildon Chaves, o atual prédio do Ipam está com problemas estruturais sérios.

 

Fonte: IPAM – RONDÔNIA AGORA.

News Rondônia entrevistará profª Val Barreto, hoje às 21h!

 


Por Gabriela Dourado.

O informativo News Rondônia, Jornal eletrônico bastante conceituado em Rondônia irá entrevistar a candidata a vereadora de Porto Velho, Val Barreto (Partido Cidadania) às 21h pela página do Facebook do Informativo News Rondônia.

A entrevista será apresentada pelo Jornalista Carlos Caldeira e Bruno Eduardo, com a temática das eleições municipais 2020 nesta sexta-feira (16 de outubro, 2020) às 21h.

Val Barreto é professora, funcionária pública da Rede Municipal e tornou-se uma das principais vozes em defesa dos profissionais da Educação da capital com seu trabalho como Jornalista no portal independente www.professoredepvh.com.

SÓ HOJE: TODAS AS PÓS-GRADUAÇÕES DA EDUCAÇÃO SÓ R$39,99 (IEMAR)



IEMAR - PÓS-GRADUAÇÃO: A promoção de começo de mês traz TODOS OS CURSOS DA ÁREA DA EDUCAÇÃO com valores muito em conta. 

Pra quem fizer a matrícula até segunda 15/10 e pagar a taxa até 15/10 estão disponíveis os seguintes valores promocionais:


18xR$39,99. (Duração de 18 meses)

12xR$59,99. (Duração de 12 meses)

10xR$71,99. (Duração de 10 meses)

6xR$119,99. (Duração de 16 meses)

4xR$179,99. (Duração de 04 meses)


FUNCIONAMENTO DA PÓS, AVALIAÇÃO, PORTARIA DO MEC, METODOLOGIA:


*TCC opcional (Não precisa fazer TCC nem artigo);

*Cursos reconhecidos pelo MEC;

*Cursos 100% EAD;

* Não há estágio;

* Não há provas online ou presenciais;

* Não há encontros presenciais;

* Não temos videoaula, material em PDF grátis;

* A avaliação é feita por meio de atividades no final de cada módulo nos materiais em PDF no portal.

 

CREDENCIAMENTO NO MEC:

 

O curso é ofertado por meio da parceria Técnico Científica do Instituto Educacional Maris – IEMAR, que está devidamente inscrito no CNPJ 30.579.047/0001-12 com a FACULDADE UNIBF.

 

•     A UniBF é autorizada pelo MEC para oferta de cursos na modalidade EAD em nível de graduação e pós-Graduação através da Portaria nº 370 - DOU de 23/04/2018. Confira no link:

https://emec.mec.gov.br/emec/consulta-cadastro/detalhes-ies/d96957f455f6405d14c6542552b0f6eb/NDY2MQ==

 

MATRÍCULA (COMO FAZER):

 

Para fazer sua matrícula é preciso que você preencha um formulário enviando as respostas pelo Whatsapp pelo número (69) 9931069-42 ou por este link: https://whats.link/matriculasposgraduacao chama no privado!

 

PAGAMENTO DA MATRÍCULA:

 

Você paga somente a matrícula agora no valor de R$69,99 reais para pagamento até o dia 15/10 e escolhe o dia em que a mensalidade deve vencer só em outubro. A matrícula pode ser paga no boleto ou transferência bancária.

 


*Após o término do curso o certificado é enviado para o seu endereço em até 45 dias;

 


MATRICULE-SE:

JOSELITA FÉLIX: Profª Val Barreto propõe homenagem a professora dando seu nome a escola municipal.

 


A Professora Val Barreto, candidata a vereadora pelo partido Cidadania tem entre suas propostas, caso eleita, homenagear a professora Joselita Félix propondo dá seu nome a uma escola municipal de Porto Velho.

 

Joselita foi vítima de Femenicídio pelo marido em Candeias do Jamari e era muito querida tanto na Rede Municipal onde atuava como Especialista em Educação, quanto como professora do ensino superior na Faculdade FIMCA.

 

O Caso Joselita mobilizou professores, alunos, acadêmicos, sindicatos e amigos da professora em um movimento por título “Somos a voz da Joselita” pelas ruas de Porto Velho.


"Foi o movimento mais emocionante que participei. Eu a conhecia, fiquei profundamente sensibilizada. Não quero que ela caia no esquecimento. Uma parte de nós se foi com ela e outra parte acordou para lutar pelo fim da violência contra mulher e contra o femenicídio em Porto Velho" - Enfatizou Val Barreto.

 

Embora a rede municipal tenha como clientela o público infantil, ao contar a história por trás da homenagem é uma oportunidade para trabalhar desde o ensino fundamental o fim da violência contra a mulher, visto que muitas crianças presenciam casos de violência no lar, além de sensibilizar os pequenos cidadãos quanto a importância do respeito e valorização da mulher na sociedade.

RCN pagará R$664 para professores trabalharem no ENEM 2020.

 


Servidores e professores da rede pública podem se inscrever para participar da Rede Nacional de Certificadores (RNC) 2020. O prazo será encerrado em 13 de outubro!

 

Os servidores vinculados à RNC deverão certificar in loco, sob demanda do Inep, a realização dos procedimentos de aplicação nos dias de realização do exame; registrar, em sistema eletrônico, as informações coletadas com base em sua atuação e informar ao Inep possíveis inconsistências identificadas. Os certificadores receberão o valor de R$ 342 por dia trabalhado, totalizando R$664 para professores trabalharem no ENEM 2020.


Conheça os critérios de participação:

 

- Ser servidor público, efetivo e em exercício, do Poder Executivo Federal ou ser docente, em exercício, das redes públicas de ensino estaduais e municipais e estar devidamente registrado no Censo Escolar 2019

- Ter formação mínima em ensino médio

- Não estar inscrito como participante no Enem 2020

- Não possuir cônjuge, companheiro(a) ou parentes de até 3º grau inscritos no Enem 2020

- Possuir smartphone ou tablet, com acesso próprio à internet móvel.

 

Cuidados especiais contra a COVID-19

 

Os certificadores selecionados deverão, obrigatoriamente, nos dias de atuação, portar álcool em gel e usar máscaras para proteção contra a COVID-19. As máscaras poderão ser artesanais ou industriais e deverão ser utilizadas ao longo da aplicação e trocadas quando ficarem úmidas ou a cada quatro horas. Será proibida a entrada do certificador no local de aplicação sem a máscara de proteção facial.

 

Para realizar sua inscrição – CLIQUE AQUI

 

Para LER o Edital – CLIQUE AQUI

IME Francisco Erse realiza Drive Thru do dia das crianças!

 


O Instituto Municipal de Educação Engenheiro Francisco Erse, mais conhecido como Colégio Padrão realizou um Drive Thru do dia das crianças para não deixar a data mais importante do ano para as crianças passar em branco devido a pandemia do novo coronavírus.

 

O evento contou com a participação da equipe pedagógica da Instituição de ensino na manhã desta sexta-feira (09/10) com entrega de sacolinha de guloseimas custeadas pelos professores e equipe pedagógica.

 

Além da entrega de lembrancinhas a equipe recebeu os pais e as crianças fantasiados com figuras populares muito queridas do público infantil.


O Gestor da escola Jedson Silva coordenou o evento fantasiado de um personagem do desenho animado “Os Flintstones”, enquanto a servidora Miriam Silva participou do evento fantasiada de princesa Branca de Neve, trazendo muita alegria ao Drive Thru.

 


A mãe de um aluno do 4º ano da professora Mivervina parabenizou pela ideia criativa e pelo evento: “Parabéns aos professores e a direção da escola pelo trabalho em prol dos nossos filhos. Fiquei realmente emocionada e surpresa quando cheguei à escola e vi todos caracterizados” – Enfatizou emocionada.

 

Mais uma vez os professores e a gestão das escolas municipais demonstram criatividade e competência, reinventando-se até a mesmo em um cenário de pandemia estimulando sorrisos nos rostos dos pequenos com recursos próprios e pessoais.

Eleição no Sintero: Conheça quem são e as propostas da chapa 1.


O SINTERO (Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Estado de Rondônia) está com as eleições marcadas para novembro e a participação dos filiados é de grande relevância tendo em vista que se trata de um grande sindicato e por se tratar dos legítimos representantes da educação em todo o Estado de Rondônia.

 

As eleições ocorrerão dia 5 de novembro e contará com participação dos trabalhadores em educação das esferas municipais, estaduais e federais que são filiados ao respectivo sindicato.

 

A chapa 1 é encabeçada pela então presidente Lionilda Simão, que colocou seu nome à disposição para a reeleição e propõe à categoria a renovação de parte da direção, preservando algumas lideranças.

Professora cai em golpe aplicado por telefone e prejuízo passa de R$ 260 mil

 


FOLHA DO SUL ONLINE - Uma professora de 39 anos, que leciona no campus do IFRO, em Vilhena, sofreu um prejuízo que passa de R$ 260 mil, após ser enganada por uma golpista que, por telefone, dizia ser representante do banco BMG.


Em entrevista ao site citado, a educadora disse que, por sugestão de um colega, resolveu transferir o empréstimo consignado que havia feito no Banco do Brasil para o BMG, que oferecia juros menores. Este tipo de empréstimo é feito com o desconto das parcelas na folha salarial.

Chapas, eleições do SINTERO e a participação categoria como prioridade!

 


As eleições do Sindicato dos Trabalhadores na Educação (SINTERO) serão realizadas em NOVEMBRO deste ano e precisa da participação de todos os professores e profissionais da educação para que os direitos da categoria da educação sejam viabilizados em lutas, ações e iniciativas.

 

Em cenário de grande descrédito na educação e em um momento delicado como esse é preciso que a educação participe das eleições e escolha seus representantes sindicais, pois isso fará toda a diferença nos próximos anos. As eleições respeitarão as normas sanitárias do novo coronavírus assegurando a segurança dos filiados participantes e dos membros das chapas.

 

A chapa 1 traz como um grande diferencial, um nome de peso e que representa sinônima de integridade e luta pela educação, o professor Sivanildo Martins, que desenvolve um trabalho exemplar como diretor municipal do SINPROF (Sindicato dos professores e professoras no Estado de Rondônia), Sivanildo pretende ampliar sua atuação através do SINTERO, somando em iniciativas não só pelos professores, mas envolvendo os demais profissionais da educação.  

 

As próximas eleições terão apenas duas chapas, conforme foi constatado no encerramento do prazo às 18 horas desta segunda-feira, 05/10. A chapa 1 será encabeçada pela atual presidente Léo, e a chapa 2 (de oposição) pelo professor Oséias Ferreira Góes, de Vilhena.

 

Esta é uma situação muito diferente das eleições anteriores do Sintero, mas é importante que todos votem.  

Fonte: CONEXÃO RONDÔNIA – Adaptado.

ONLINE: Ensino remoto pode ser estendido até 31 de dezembro de 2021 em todo Brasil

 




EM.COM.BR - O Conselho Nacional de Educação (CNE) deve aprovar nesta terça-feira (6) uma resolução que permite o ensino remoto nas escolas públicas e particulares do país até 31 de dezembro de 2021. Dessa forma, as redes de ensino podem organizar seus calendários, com reposições de aulas perdidas e avaliações, não apenas até o fim deste ano. O documento, ao qual o Estadão teve acesso, também recomenda que as escolas não deem faltas aos alunos nesse período todo de pandemia.

 

Como em outras resoluções durante a pandemia, mais uma vez um documento do CNE também não recomenda a reprovação em 2020. É sugerido que se adotem "anos escolares contínuos", ou seja, junte-se a série em que o estudante está em 2020 com a próxima, em 2021. "O reordenamento curricular do que restar do ano letivo de 2020 e o do ano letivo seguinte pode ser reprogramado, aumentando-se os dias letivos e a carga horária do ano letivo de 2021 para cumprir, de modo contínuo, os objetivos de aprendizagem e desenvolvimento previstos no ano letivo anterior", diz o documento.

MENTIRAS SOBRE OS RECURSOS DO PROAFI

 


Por professor Xavier Gomes.

 

Você sabe o que é PROAFI?  É o Programa de Apoio Financeiro, que tem como finalidade destinar recursos para a manutenção das escolas. Os recursos podem ser utilizados em serviços hidráulicos, elétricos, reformas e outras coisas do gênero.

O PROAFI já existe em Rondônia desde o governo BIANCO, mas era instituído por decreto. Depois, passou a ser lei no governo do CONFÚCIO, conforme está registrado na Lei nº 3.350, de 24 de abril de 2014. No ano de 2017, o mesmo governo CONFÚCIO criou a Lei 4.215/17, para alterar alguns dispositivos da lei anterior.

Auditoria do TCE-RO constata que 15% dos municípios ainda não têm planejamento para retorno às aulas presenciais


 

O Tribunal de Contas (TCE-RO), por meio da Secretaria-Geral de Controle Externo (SGCE), realizou um levantamento sobre o planejamento das secretarias municipais da educação para a retomada das atividades escolares presenciais, quando as condições sanitárias se mostrarem favoráveis e conforme a manifestação técnica dos órgãos de saúde, de vigilância e de controle epidemiológico.

 

Denominado “Fiscalização Volta às Aulas”, o documento (disponível na íntegra neste link) busca contribuir com os gestores da educação, em seus diferentes níveis, visando, principalmente, às ações de planejamento para o retorno presencial das atividades educacionais nos municípios rondonienses, assim como colaborar para o debate sobre a reabertura das escolas.

Conselho Estadual de Educação publica normas orientadoras de retorno às aulas presenciais em Rondônia


SINTERO: O Conselho Estadual de Educação de Rondônia (CEE/RO), publicou a Resolução nº 1.261, com um conjunto de normas orientadoras, para retorno das atividades presenciais no Estado. Embora ainda não haja nenhuma confirmação e definição de data pelo Governo do Estado e nos Municípios, o Decreto nº 25.348, que trata da suspensão das aulas, expira no dia 03 de novembro.

 

De acordo com o documento do CEE, o retorno observará os protocolos de segurança sanitária estabelecidos pelas autoridades e órgãos de saúde. Além disso, deve acontecer de forma gradual e escalonada sendo que a Etapa 1 contará com a presença de apenas 30% dos alunos em cada Instituição de Ensino. Quanto aos percentuais e critérios de avanço das etapas 2 e 3, estes serão estabelecidos posteriormente e comunicados por meio de Nota Técnica. O retorno depende ainda, da autorização do Chefe do Poder Executivo Estadual e/ou Municipal.

AÇÃO IPAM: Irregularidades, auditoria, MP, TCE: Como anda o processo?

  


Devido a diversas situações envolvendo o IPAM (Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Porto Velho) e em decorrência do Movimento “Salve o IPAM” que teve entre os idealizadores ¹Val Barreto, professora, servidora municipal e jornalista, após a continuidade das irregularidades na prestação de serviços aos conveniados e dependentes, foi necessária a realização de uma ação com a contração de um advogado particular, para representar os servidores a fim de obter uma resposta a tantas reclamações e ainda a luta pela melhoria dos serviços prestados aos servidores.

 

28/04/2020 a representação foi protocolada pelo advogado ²Vinicius Valentin Raduan Miguel e de Valdineia Barreto (representando um grupo de 70 servidores municipais) pedindo a instauração de inquérito civil público para examinar as questões aqui trazidas e o advogado fez os seguintes pedidos:

 

- Investigação quando a interrupção do atendimento pelo IPAM, identificando-se as razões de descredenciamentos;

 

- Mensuração do prejuízo e dano ao erário decorrente do pagamento em atraso de débitos, com incidência de juros multas;

 

- Investigação da metodologia de recuperação de créditos e de cobranças de devedores ao IPAM e, em sendo o caso, expedida recomendação para o equilíbrio financeiro/contábil do órgão;

 

- Apuração da inércia e omissão da gestão no sentido de não elaborar um planejamento estratégico com vistas à redução de despesas, consecução de equilíbrio fiscal das contas do IPAM e de operacionalização do princípio da economicidade e racionalidade;

 

- Determinação da redução de despesas com folha de pagamento, sobretudo com a suspensão de contratação de comissionados em prejuízo à admissão por concurso público;

 

- Ajuizamento de medidas com vistas a responsabilizar a conduta omissiva de não realização de concurso público nos últimos 4 anos;

 

- Adoção de formas coercitivas para a realização de concurso público (como expedição de recomendação, de determinação e representação para proposição de ação civil pública);

- Realização de auditoria de conformidade legal com relação ao Portal de Transparência do órgão, sobretudo com relação às omissões de dados mencionados.

 

Desde abril/2020 os representantes (Val Barreto e Vinicius Miguel) estão aguardando o processamento e resultado da representação. Após a denúncia ser protocolada no TCE/RO (Tribunal de Contas do Estado de Rondônia) o TCE sinalizou pelo arquivamento do processo mesmo com tantas irregularidades com danos coletivos, com danos ao erário, ferimento da moralidade administrativa, economicidade e os possíveis atos de improbidade administrativa.

 

O Ministério Público do Estado de Rondônia (MPE/RO) foi notificado sobre o arquivamento do TCE e o advogado acompanha a movimentação processual sobre o tema que versa a representação. A ação prol IPAM visa DENUNCIAR:

 

1. As negativas de Atendimentos Médicos e Assistenciais;

 

2. Ausência de Ajuizamento de Cobranças contra Devedores;

 

3. Inexistência de planejamento estratégico com vistas à redução de despesas - Desobediência dos princípios de economicidade e de racionalidade;

 

4. Excesso de Cargos em Comissão Possíveis Atos de Improbidade Administrativa - Descumprimento o art. 6o, da Lei Complementar n.º 452 de 09 de abril de 2012.

Assim que houver resultado da ação, os servidores serão informados, por hora, conforme esclarecido a AÇÃO é processual, não se trata de ganhar ou não, porém, faz-se necessário que tais pontos, irregularidades, danos, sejam investigados e apurados.

 

Ressalvas ao fato de que o advogado Vinicius Miguel é candidato a prefeito de Porto Velho desde 27 de setembro, 2020, porém o processo foi protocolado em abril/2020, época em que não era ainda candidato e frise-se, o advogado tem 10 anos de experiência enquanto advogado, inclusive já defendeu outra causas do IPAM.

 

A mesma ressalva se faz a requerente da ação Val Barreto, tendo em vista que sua candidatura a vereadora não interfere no acompanhamento do processo da ação, bem como a militância no movimento Salve o IPAM, a luta segue, frise-se agora mais do que nunca, sendo o IPAM uma de suas principais bandeiras.

 

¹Val Barreto é professora, servidora pública municipal, jornalista no site www.professoresdepvh.com e uma das idealizadoras do movimento salve o IPAM e representante da ação coletiva “AÇÃO PROL IPAM”.

 

² Vinicius Valentin Raduan Miguel – Advogado - OAB/RO nº 4.150.

 

#SALVEOIPAM

IPAM & VAL BARRETO: Conheça as propostas da candidata para o IPAM/SAÚDE!

Foto: Prof Val Barreto em militância pelo #SALVEOIPAM

Por Gabriela Dourado.

#SALVEOIPAM: Propostas, para o IPAM - Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores do Município de Porto Velho (Assistência Médica):


1. Auditoria independente para verificar a situação financeira do IPAM;

 

2. Elaboração de Plano de Recuperação de todos os débitos, inclusive do déficit deixado por comissionados;

 

3. Aprovação de Lei que autorize protestar extrajudicialmente os devedores;

 

4. Contratação de comissionados por seleção pública, assegurada a ampla concorrência;

 

5. Processo de Escolha do Diretor Geral como o IPERON (processo que não é eleição direta);

 

6. Seleção de Corregedor por eleição direta;

 

7. Seleção de Ouvidor por eleição direta;

 

8. Revisão dos contratos para redução dos gastos;

 

9. Formar um fundo para custear o financiamento de exames e cirurgias de alto custo;

 

10. Criar uma regra de ingresso, com carência mínima para cirurgias e exames de alto custo para novos titulares e dependentes que ingressarem como servidores municipais (É preciso que contribuam um pouco, para manter o fundo);

 

11. Informar todos os anos a dívida dos beneficiários com o IPAM SAÚDE;

 

12. Dispor no portal do servidor opção para os servidores para criarem LOGIN e SENHA de acesso para que acessem o EXTRATO DO ELEMENTO MODERADOR, fiscalizando assim seus gastos;

 

13. Cobrar agilidade no lançamento do Edital do Concurso Público do IPAM;

 

14. Redução de despesas, estagiários, CARGOS EM COMISSÃO, tudo que for possível para melhorar o fundo;

 

15. Mais transparência e comunicação entre o IPAM SAÚDE, servidor e rede credenciada.

 

16. Cobrar celeridade no pagamento dos atrasados a Rede credenciada (médicos, laboratórios, clínicas, etc);


17. Formação de Comissão de Boas Práticas (Um grupo para estudar o que se faz de bom na previdência municipal pelo país, identificar coisas boas e replicar aqui).


Val Barreto é candidata a vereadora pelo número 23.777 é uma das idealizadoras do Movimento “Salve o IPAM”. É jornalista por amor, professora, servidora pública municipal e mãe. Saiba mais sobre o movimento CLIQUE AQUI Contato: (69) 9 9310-6942


#TIMEVAL: Campanha da profª Val Barreto abre vagas para trabalho voluntário.



Por Gabriela Dourado.

 

A candidata a vereadora Val Barreto bem como seu partido (Cidadania) não possui fundo eleitoral e, portanto tem poucos recursos para uma campanha comparado a grandes partidos com fundo eleitoral, por isso será necessária  ajuda por meio de trabalho voluntário em vários cargos. Quem quiser ajudar, basta preencher o formulário e aguardar o contato com sua coordenação de campanha:


ESPALHE ESSE FORMULÁRIO POR AÍ: 

Val Barreto é candidata a vereadora pelo número 23.777 é fundadora do site professores de PVH, professora na rede municipal, jornalista por amor e umas idealizadores do movimento #SALVEOIPAM



VEREADORA: Profª Val Barreto define propostas para educação!




Por Gabriela Dourado.

A professora Val Barreto definiu suas propostas para a educação enquanto candidata a vereadora pelo Partido Cidadania. Com o número de legenda 23.777 a candidata apresenta suas ideias, bandeiras e lutas para a educação, para os professores e servidores da educação municipal. Para prefeito, o candidato Vinicius Miguel surge 23 e a Vice Heline Braga representam a renovação que Porto Velho precisa, estando finalmente em boas mãos. Confiram as 50 propostas que são prioridade:


EDUCAÇÃO PARA POPULAÇÃO PORTOVELHENSE:


1. Lutar pela construção de Creche e Escola de Educação Infantil/Fundamental no Bairro Novo, com recursos de emendas parlamentares, numa parceira entre os deputados (estaduais e federais) e a prefeitura;

                                                                            

2. Lutar pela construção de Creche e Escola de Educação Infantil/Fundamental no Residencial Morar Melhor, no bairro Aeroclube, Zona Sul de Porto Velho, com recursos de emendas parlamentares, numa parceria entre os deputados (estaduais e federais) e a prefeitura;


3. Lutar pela construção de Creche e Escola de Educação Infantil/Fundamental no Residencial Cristal de Calama, com recursos de emendas parlamentares, numa parceria entre os deputados (estaduais e federais) e a prefeitura;


4. Fiscalizar os investimentos do FUNDEB (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica) cobrando da municipalidade a aplicação correta dos recursos nas escolas públicas;


5. Lutar pela Educação Infantil nas escolas da zona rural, já que o novo FUNDEB prevê o financiamento para a Educação Infantil a partir de 2021;


6. Lutar pela implantação da Gestão Democrática nas escolas municipais de Porto Velho, garantido autonomia aos gestores e a equipe pedagógica;

 

7. Ser vigilante no acompanhamento dos gastos em educação;

 

8. Fiscalizar, cobrar e verificar continuamente a situação das escolas ribeirinhas com relação a condições a qualidade de ensino, de trabalho, inclusive estrutura física, dentre outros;

 

9. Acompanhar o desenvolvimento efetivo dos índices da educação (IDEB, AVALIA PORTO VELHO, PROVA ANA, PROVINHA BRASIL), e como forma de incentivo, propor premiação às escolas que superarem as metas;

 

10. Propor parceria público-privada entre a prefeitura e entidades para atendimento adequado a CRIANÇAS AUTISTAS matriculadas nas escolas municipais. (Atendimento médico, pediátrico, neurológico, fisioterapêutico...);

 

11. Propor a presença de professores auxiliares em todas as salas de aulas regulares com alunos AUTISTAS, garantido a inclusão além do mero discurso;

 

12. Propor projeto de implantação de salas de AEE (Atendimento Educacional Especializado) em todas as escolas da zona rural e ribeirinhas;

 

13. Em um contexto de pós-pandemia, implantar um Projeto/Plano de ação que ofereça aulas de reforço no contra turno para superar as dificuldades de aprendizagem e déficit advindo das aulas remotas;

 

14. Propor projeto que garanta segurança nas escolas, pois muitas delas são vandalizadas por não ter guardas e nem vigilância armada;

 

15. Propor incentivo ao cumprimento da Lei Federal 13.935/19, que garante atendimento, por profissionais de psicologia e serviço social, aos alunos das escolas públicas de educação básica;

 

16. Lutar por investimento real em educação tecnológica, com apoio da iniciativa privada na construção de laboratórios de informática nas escolas;

 

17. Cobrar vistorias regulares, pelo menos uma vez por ano, nas estruturas das escolas municipais (rede elétrica, hidráulica, salas de aula, pintura, etc), visando garantir a melhoria da estrutura física das escolas;

 

18. Priorizar e fomentar campanhas preventivas contra o Bullying nas escolas municipais;

 

19. Fiscalizar e cobrar o aumento dos recursos destinados às escolas para que os gestores possam atender todas as necessidades da unidade escolar como manutenção, estrutura e apoio pedagógico;

 

20. Fiscalizar o cumprimento do Plano Municipal de Educação, atualizando e complementando a correção anual do vencimento, se necessário, negociando o impacto, evitando assim, problemas futuros;

 

21. Fiscalização e combate ao nepotismo e o excesso de paternalismo político no serviço público municipal;

 

22. Incentivar o cumprimento da Meta 10 do PME (Plano Municipal de Educação) que é manter a EJA (Educação de Jovens e Adultos) na rede municipal de Ensino de Porto Velho.

 

23. Propor formação continuada aos professores, como forma de prepará-los a usar os recursos tecnológicos da informática em beneficio da educação das crianças e pré-adolescentes que estudam nas escolas municipais;

24. Reabrir as 11 escolas fechadas que ofertavam a EJA, para ofertar essa modalidade de ensino. 

 

PROPOSTAS PARA OS PROFESSORES E SERVIDORES DA EDUCAÇÃO:


24. Combater as injustiças contra os professores e servidores da educação;

 

25. Combater o assédio moral e autoritarismo aos professores pelos chefes imediatos;

 

26. Fiscalizar as condições de trabalho dos professores e servidores da educação;

 

27. Incentivar o cumprimento da Meta 14 do PME (Plano Municipal de Educação) que visa garantir, gradualmente, a partir da vigência deste PME, em regime de colaboração com a União e o Estado, formação de 100% (cem por cento) dos professores da educação básica em nível de pós-graduação lato sensu e, no mínimo 50% (cinquenta por cento) em nível de pós-graduação stricto sensu, até o término da vigência do PME.

 

28. Fiscalizar os investimentos do FUNDEB (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação) destinando os 70% para remuneração dos professores;

 

29. Propor, se possível, a redução da nota de corte do Concurso 2019 para 50 pontos e ampliação das vagas para o Cargo de professor NII (Estudo e diálogo junto a SEMED, PGM (Procuradoria Geral do Município), vereadores e comissão organizadora do concurso, dentre outros órgãos);

 

30. Fiscalizar os recursos da educação, verificando os impactos, em folha, de futuros reajustes salariais;

 

31. Propor a realização de estudos para o retorno da gratificação de incentivo a formação do magistério (direito suspenso o pagamento/retroativo de professores com formação do magistério que fizeram graduação de ensino superior);

 

32. Propor Projeto de Lei que garanta o pagamento permanente do Auxílio de Educação Especial aos professores que atuam no contra-turno, como professor auxiliar de crianças, com necessidades educacionais especiais. (Atualmente tem sido pago por meio de horas extras, mas com atrasos e erros na folha);

 

33. Desenvolver campanhas de divulgação dos direitos das professoras e servidoras que são vítimas de violência doméstica, protegidas pela Lei Maria da Penha. Com objetivo de levar medida protetiva, remoção, remanejamento, abrigos da SEMASF às mulheres, buscando reduzir os índices de violência e oferecendo apoio psicossocial a essas servidoras;

 

34. Propor mais flexibilidade para professores da zona rural que aprovados em novo concurso para outra localidade possam garantir remoção/remanejamento e assumir dois contratos na localidade de sua escolha. (Propor Diálogo/Parceria com a secretaria de educação e sindicatos);

 

35. Propor mais flexibilidade na lotação de professores que possuem dois contratos para atuar em uma única escola (Propor Diálogo/Parceria com as secretarias de educação e sindicatos);

 

36. Propor estudos que viabilizem que as gratificações sejam incorporadas ao salário base dos professores e demais servidores da educação, garantindo uma aposentadoria mais justa e integral;

 

37. Propor estudos de viabilidade que garanta aos monitores escolares as mesmo condições oferecidas aos professores (inclusive financeiras), visto que exercem atividades de docência há muitos anos;

 

38. Propor a valorização dos profissionais/técnicos da SEMED/SEMAD/IPAM que fornecem atendimento ao público, premiando os melhores com prêmios de incentivo, inclusive fornecer acompanhamento psicológico para que possam se sentir mais motivados e valorizados;

 

39. Correção anual de 5% nos vencimentos dos professores e servidores da educação sem parcelamento, como forma de recompor a inflação;

 

40. Realizar estudos para a retirada do ponto eletrônico nas escolas municipais ou flexibilização da carga horária que contabilize/desconte no ponto eletrônico horários de estudos, o serviço que os professores levam para casa, planejamento, etc... (Diálogo/Parceria com as secretarias de educação e sindicatos);

 

41. Incentivo a celeridade da convocação dos professores de Educação Física aprovados no concurso da Prefeitura de Porto Velho Edital 001/2019.

 

42. Incentivo a celeridade da convocação dos Supervisores escolares aprovados no concurso da Prefeitura de Porto Velho Edital 001/2019.

 

43. Incentivo a celeridade da convocação dos Orientadores escolares aprovados no concurso da Prefeitura de Porto Velho Edital 001/2019.

 

44. Incentivar e fornecer maior autonomia e voz aos gestores escolares;

 

45. Fiscalizar, cobrar e agilizar os pagamento das gratificações em ATRASO, desde 2016, devidas aos servidores municipais;

 

46. Homenagear a professora Joselita Félix, vítima de femenicídio, dando o seu nome a uma escola municipal;

 

47. Lutar pelo reenquadramento dos professores de 25h, garantindo o tempo necessário para a realização da hora atividade;

 

48. Lutar pelo pagamento do 14º salário, como forma de incentivo, a todos os professores e servidores da educação em que as escolas atingirem ou superarem a meta do IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica);

 

49. Criar e mediar projeto de MESTRADO aos professores da rede municipal, em convênio entre a prefeitura e Universidade Federal de Rondônia;

 

50. Criar um Projeto de Lei que garanta o pagamento de auxílio internet (usando recurso já existente do auxílio transporte suspenso na Pandemia) destinando aos professores o pagamento de retroativo desde março/2020 com decreto de calamidade do novo coronavírus;

 

51. Ampliar o Programa BEM ESTAR DO SERVIDOR da SEMAD para realizar mutirão na zona rural para atender professores/servidores que atuam nos distritos e não podem se locomover para ter atendimento psicológico em Porto Velho;

 

52. Estimular a criação de um núcleo de atendimento aos servidores e técnicos da SEMED que precisam de acompanhamento psicológico dentro da própria secretaria;

 

53. Propor a reformulação/Atualização do Plano de Carreira, Cargos e Salários dos profissionais da educação;

 

54. Fiscalizar o funcionamento do Transporte Escolar Rural;

 

55. Fiscalizar o funcionamento do Transporte Escolar Ribeirinho.

56. Retirar o ponto eletrônico das escolas municipais.

NOSSAS REDES SOCIAIS