BOLSONARO PROCURA UM GENERAL PARA O MEC, COM URGÊNCIA!



De acordo com o Jornal Diário da Amazônia, disponível na íntegra AQUI, o presidente Jair Bolsonaro sinalizou aos militares que estão diretamente ligados ao gabinete que está a procura de um General para comandar o Ministério da Educação. Mesmo dizendo para a imprensa que não trocaria o “ainda” ministro Weintraub e tecendo elogios ao mesmo, o presidente teria sido convencido pelos generais próximos, principalmente o ministro Ramos que é general e muito amigo de Bolsonaro.

A troca irá ocorrer, isso é fato!

A troca do ministro da educação deverá ocorrer após o recessão do Planalto, provavelmente na segunda quinzena de janeiro, quando o presidente anuncia parte de seu plano de governo em 2020.

Em 21 de novembro, o presidente sinalizava que mudaria o comando do MEC: “Por enquanto ele fica” em resposta à indagação feita pelo jornalista da Globo News em coletiva no Palácio do Planalto.

Desde que assumiu o cargo…

Desde que assumiu o cargo, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, enfrentava a antipatia da ala militar e de setores técnicos do governo, que o consideram um show man das redes sociais, inabilitado para a função. Nas últimas semanas, entretanto, o presidente Bolsonaro confidenciou a interlocutores a irritação com o auxiliar.

Se não encontrar um General…

Substituição será feita no “silêncio”.

Bolsonaro continuará elogiando publicamente o ministro, que tem o respaldo de seus filhos e da ala ideológica do governo. Mas começou a buscar um perfil técnico para a pasta. Um dos consultados foi o ministro da Economia, Paulo Guedes, que tem ligações com o setor: sua irmã, Elizabeth Guedes, é executiva na área do ensino superior privado. Essa tese, se confirmará se não prevalecer um General para o posto crítico da Educação.

Demissão de indicado por Rodrigo Maia.

Em plenas férias, o ministro Abram Weintraub, da Educação, mandou demitir o presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), Rodrigo Sérgio Dias. Trata-se de um indicado do presidente da Câmara, Rodrigo Maia. Estava no cargo havia menos de quatro meses. Tomara posse em 30 de agosto. A exoneração foi formalizada nesta segunda-feira (23).

Olavo de Carvalho pede paciência no “caso Weintraub”

As críticas que um grupo de seguidores de Olavo de Carvalho tem feito a Abraham Weintraub fizeram o escritor, que é guru da família Bolsonaro, sair em defesa do ministro da Educação. Olavo de Carvalho negou, no seu canal do YouTube, que tenha incentivado às críticas a Weintraub e ainda pediu paciência aos seus seguidores em relação ao que acontece no Ministério da Educação (MEC). O vídeo, intitulado de “Caso Weintraub. A olavetes, olavistas e olavóides”, foi compartilhado pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) nesta segunda-feira (23).

E se Weintraub realmente sair, as comemorações devem ser cautelosas. Sempre há possibilidade de algum pior ser nomeado (no caso do ministro Vélez, imaginou-se que o fundo poço tinha chegado, mas…). Cogita-se que o substituto seria Onyx Lorenzoni.

Comente com o Facebook:

:) :,( ;) :D :-/ :? :v X( :7 :-S :(( :* :| :-B ~X( L-) =D7 :-w s2 \m/ :p kk

0 comentário

Postar um comentário

Deixe seu comentário, sugestões, críticas, será um prazer responder você.

NOSSAS REDES SOCIAIS