' '' ACESSO DE ALUNOS COM DEFICIÊNCIA À EDUCAÇÃO INCLUSIVA GARANTE PRÊMIO DO MPRO DE JORNALISMO! | PROFESSORES DE PVH - POR VAL BARRETO

14 de nov. de 2019

ACESSO DE ALUNOS COM DEFICIÊNCIA À EDUCAÇÃO INCLUSIVA GARANTE PRÊMIO DO MPRO DE JORNALISMO!



Os vencedores do 9º Prêmio MPRO de Jornalismo foram conhecidos nesta quarta-feira, 13 de novembro, em solenidade no auditório do edifício-sede do Ministério Público do Estado de Rondônia, em Porto Velho.

Dentro do tema estabelecido para esta edição do Prêmio, “O Ministério Público como meio de Transformação Social”, as reportagens vencedoras mostraram a pluralidade de ações do Ministério Público do Estado de Rondônia em suas diversas áreas de atuação.

O evento contou com a participação do Subprocurador-Geral de Justiça, Osvaldo Luiz de Araújo, que deu às boas-vindas aos jornalistas e convidados presentes ao evento. Parabenizou os finalistas e vencedores do prêmio, que mostraram, por meio de suas reportagens, a importante missão constitucional do Ministério Público de Rondônia de defensor da sociedade.


No eixo Saúde e Educação, a reportagem vencedora foi a do repórter Diêgo Holanda Oliveira Duarte, do G1 Rondônia, “Grupo de Mães recorre ao MP para garantir acesso dos filhos com deficiência à educação inclusiva em RO”, relatando a atuação da Promotoria de Educação de Porto Velho para garantir o acesso de alunos com deficiência a vagas nas escolas.

No eixo Defesa do Patrimônio Público, o vencedor foi o jornalista Vinícius Canôva, do site Rondônia Dinâmica, com a reportagem “O Jornalismo independente traz reflexos no combate à corrupção, possível economia milionária aos cofres públicos, segurança e dados privados e ajuda a criar nova ferramenta de fiscalização”, uma abordagem sobre a ação do MP de Rondônia para coibir o pagamento de pensões vitalícias para ex-governadores.

No eixo temático Proteção Social, a reportagem vencedora foi “Em Busca de um Lar”, de autoria do jornalista José Cícero Dutra de Moura, do site Rondônia ao Vivo, que abordou a história de crianças que vivem em abrigos e são beneficiadas pelo “Projeto Apadrinhando uma História”, desenvolvido em parceria pelo Ministério Público, Tribunal de Justiça e Município de Porto Velho.

No Eixo Segurança Pública, sagrou-se vencedora a reportagem “Violência contra a Mulher e Feminicídio em Rondônia”, de autoria da jornalista Janaína Cristina Muniz de Brito, veiculada na RedeTV, que mostra a trajetória de mulheres vítimas de violência doméstica e atuação do Ministério Público nesses casos.

No eixo Sustentabilidade, a reportagem vencedora foi a “Destruição na Amazônia: Ministério Público no combate aos Crimes Ambientais”, de autoria do jornalista Gedeon Miranda Amâncio, da Rede Amazônica/Ji-Paraná, que relata os problemas causados pelas queimadas no Estado e as ações efetivas do MP de Rondônia para combater esse tipo de crime.

Os vencedores, de cada eixo, receberam um prêmio de R$ 5 mil, além de troféus e certificados. Os trabalhos classificados em 2º e 3º lugares, de cada um dos eixos, receberam troféus e certificados.

A Comissão Julgadora do Prêmio foi formada pelos Promotores de Justiça Anderson Batista De Oliveira, Fábio Augusto Negreiros Parente Capela Sampaio, Elias Chaquian Filho, Luciana Nicolau de Almeida e Yara Travalon Viscardi, e os Assessores de Comunicação Clênia Goreth (MPMT), Daiana Aparecida de Souza (ESBR), Dayan Cavalcante Saldanha (Sebrae/RO), Simone Norberto (TJRO), Janaína Ribeiro(MPAL), Luiza Archanjo (MPF/RO), Pollyana Woida (Secom/RO), Renata Kelly Silva (Embrapa/RO) e Waléria Leite (MPMS), tendo como presidente de honra o Procurador-Geral de Justiça, Aluildo de Oliveira Leite.

0 comentários

Postar um comentário

Deixe seu comentário, sugestões, críticas, será um prazer responder você.