' '' JUSTIÇA: ASSASSINO DA PROFESSORA JOSELITA FÉLIX VAI A JÚRI POPULAR HOJE (19/09) – SOMOS A VOZ DA JOSELITA, ESTAMOS DE OLHO. | PROFESSORES DE PVH - POR VAL BARRETO

19 de set. de 2019

JUSTIÇA: ASSASSINO DA PROFESSORA JOSELITA FÉLIX VAI A JÚRI POPULAR HOJE (19/09) – SOMOS A VOZ DA JOSELITA, ESTAMOS DE OLHO.



Por Val Barreto.

Hoje é um dia muito importante para as mulheres, família, alunos, amigos e colegas da Professora Municipal Joselita Félix, pois é o dia do julgamento do seu ex-marido Uéliton, que a matou a pauladas neste ano, levando vários professores às ruas, através da manifestação “Somos a voz da Joselita” e na luta contra o feminicídio liderado pelo SINTERO, militantes e acadêmicos da Faculdade FIMCA, onde Joselita trabalhava, além de alguns de seus alunos, que munidos de cartazes, cobraram justiça em frente a FIMCA e nas ruas do centro de Porto Velho.


Assista a reportagem no Jornal de RO - CLIQUE AQUI

Nesta quinta-feira, 19/09/2019, o assassino da professora Joselita, será levado a júri popular. A Sentença de Pronúncia foi feita pelo juiz José Gonçalves, titular do 2º Tribunal do Júri que terá início às 8h, no Fórum Criminal Fouad Darwich na avenida Rogério Weber com 7 de setembro, na Praça Marechal Rondon  (Praça do Baú), em Porto Velho.

Conforme a sentença de pronúncia, Ueliton, após sair de um relacionamento com a Joselita, foi até a casa do pai da vítima, invadiu a residência e atacou a professora a pauladas, levando a morte. O pai tentou salvar a filha e também foi agredido.

Segundo testemunhas ouvidas durante a instrução, quando ele conheceu a professora era de um jeito e depois se tornou muito ciumento ao ponto de criar situações fantasiosas e comportamentos que tornavam a vida da professora um verdadeiro inferno.

Ainda segundo a pronúncia, os crimes foram cometidos de maneira covarde, pois as vítimas foram pegas de surpresa e não poderiam se defender dos golpes do acusado.

Vale lembrar, que o feminicídio em Porto Velho, precisa de um basta e a ocasião merece se tornar um marco e um exemplo para que outros homens, não pensem que podem tirar a vida das mulheres, alegarem insanidade e saírem impunes, pois estamos de olho e na luta para que casos como esse, não se repitam e que sejam extintos da sociedade portovelhense, afinal, as mulheres não merecem menos.


0 comentários

Postar um comentário

Deixe seu comentário, sugestões, críticas, será um prazer responder você.