' '' RETORNO DA GESTÃO DEMOCRÁTICA NAS ESCOLAS MUNICIPAIS SERÁ EM DEZEMBRO! | PROFESSORES DE PVH - POR VAL BARRETO

4 de ago. de 2019

RETORNO DA GESTÃO DEMOCRÁTICA NAS ESCOLAS MUNICIPAIS SERÁ EM DEZEMBRO!



A Prefeitura de Porto Velho, por meio da Secretaria Municipal de Educação (SEMED), pretende retornar a partir de dezembro deste ano com a Gestão Democrática em toda a sua rede municipal de ensino.

A notícia foi dada durante coletiva com a presença do prefeito Hildon Chaves e do secretário titular da Semed, Márcio Félix. A escolha por meio de eleição já existia em 2004, oficializada pela Lei Complementar Nº 196, mas em 2015, a justiça determinou que a nomeação fosse de livre escolha do poder executivo.

O prefeito esclareceu que o retorno não fere a determinação, mas que a escolha passará por uma consulta pública junto à comunidade escolar. Com essa iniciativa, o prefeito vai escolher os gestores escolares através de uma lista tríplice enviada a ele por cada unidade escolar.

Todo o processo passará primeiramente pela Semed que receberá as indicações e fará o levantamento das informações sobre as mesmas. “Queremos não apenas evitar indicações políticas, mas acima de tudo inserir em nossa rede de ensino gestores realmente técnicos e comprometidos com a educação de nossa cidade”, disse o prefeito.

Márcio Félix acredita que os resultados com a gestão escolar democrática serão muitos. “Isto nos ajudará a ampliar a qualidade do ensino que ofertamos no município. Conseguimos assim mais organização e um planejamento escolar mais assertivo, eficiente e imparcial”, destacou.

Segundo o prefeito a Gestão Democrática vai além da seleção dos diretores escolares, ela busca cada vez mais uma educação onde seja possível unir administradores, educadores, pais, alunos e toda a comunidade escolar em prol do desenvolvimento da escola e dos seus estudantes. “Se tivermos em nossa equipe, pessoas com conhecimento técnico, com formação na área educacional, e que queiram nos ajudar nessa missão de transformar a vida de nossas crianças e jovens, todos ganhamos”, completou.

A secretária adjunta da Semed, Gláucia Negreiros, explicou que será feita primeiramente uma consulta pública à comunidade escolar gerando uma lista tríplice. Na sequência uma prova escrita e por último a entrega de um plano de trabalho para a unidade escolar a qual pretende atuar e a apresentação deste plano à equipe da Semed. O mais pontuado será o diretor e na posse do mesmo ele assinará um termo de compromisso em que se comprometerão a cumprir todas as normas existentes, legislação local e nacional. “Queremos gestores que tenham o interesse em somar, com nossas propostas pedagógicas, voltadas cada vez mais ao ensino de qualidade”, pontuou.

Texto Por Meiry Santos - Foto da coletiva: Diário da Amazônia.

0 comentários

Postar um comentário

Deixe seu comentário, sugestões, críticas, será um prazer responder você.