' '' PROJETO INTERDISCIPLINAR: OS CONTOS INFANTIS COMO ESTRATÉGIA PARA TRABALHAR LIMITES E DISCIPLINA NA EDUCAÇÃO INFANTIL | PROFESSORES DE PVH - POR VAL BARRETO

24 de abr. de 2019

PROJETO INTERDISCIPLINAR: OS CONTOS INFANTIS COMO ESTRATÉGIA PARA TRABALHAR LIMITES E DISCIPLINA NA EDUCAÇÃO INFANTIL

Por Val Barreto.
RESUMO
Dar limites às crianças na Educação Infantil é iniciar o processo de compreensão e apreensão do outro, ninguém pode respeitar seus semelhantes se não aprender quais são os seus limites, e isso inclui compreender que nem sempre se pode fazer tudo que se deseja na vida. 

Começando então a combater a indisciplina o professor nas aulas da Educação Infantil constrói conhecimentos, firma habilidades, estrutura significações, desperta potencialidades, assim também estabelece limites.
O projeto “os contos infantis como estratégia para trabalhar limites e disciplina na sala de aula” pretende propiciar ao aluno a concepção de limites, envolvendo os alunos no contato com regras de convivência envolvendo alunos da Educação Infantil pré – I e Pré- II (Crianças de 4 a 5 anos de idade), professores, gestores trabalhando a interdisciplinaridade com base em atividades previstas acontecerão nos horários específicos das disciplinas abordadas no projeto nos meses de Maio e Junho e Julho onde serão abordados através de contos infantis a necessidade de impor limites para alunos da educação Infantil e a imposição de regras na sala de aula.
       Muitas das vezes a falta de limites esta na família, mas sempre reflete na sala de aula e dificulta o trabalho do professor. E considerando que o conceito de família é complexo e varia de acordo com as culturas, neste estudo o termo utilizado refere-se a família nuclear caracterizada pelo pai, mãe ou responsável e filho (MACGOLDRICK, 1995; CARVALHO, 2003). Ou seja, sempre que se referir a “pais” está subtendido que são os responsáveis pela criança.
       Esperamos que, nesse momento social em que a mudança de comportamento é visível, este material possa auxiliar para suas reflexões e contribuir para o repensar da disciplina junto aos grupos com os quais convive e desenvolve sua ação profissional.      
       Sabemos que não temos a solução pronta e acabada, mas através dos resultados apresentados durante execução deste projeto, esperamos contribuir para uma mudança positiva na sala de aula com respeito ao comportamento infantil, além de fazer uma reflexão sobre os métodos e ensino que serão usados durante exercício da profissão como pedagogo e em como trabalhar a interdisciplinaridade.

1 JUSTIFICATIVA

            A falta de limites está sempre ligada à indisciplina. E caso os professores ou pais não imponham limites pode provocar na criança a sensação de abandono. Isso pode ocorrer pela falta de orientação e controle dos professores sobre o que pode ou não fazer e a ilusão de que pode fazer e ter o que quiser. É importante para ela que a concepção de limites seja imposta em sala de aula, pois, com isso, se sente segura, além de facilitar o ensino aprendizagem. É fundamental para a boa educação das crianças, que os professores acreditem no estabelecimento dos limites como um processo de compreensão e apreensão do outro através do respeito, pois, fazendo com que o aluno compreenda que não deve ultrapassar os limites que o professor tenha estabelecido para si, nem satisfazer somente aos próprios desejos sem pensar nos direitos do outro. 

2 OBJETIVOS

2.1 GERAL

Propiciar ao aluno a concepção de limites, envolvendo os alunos o contato com regras de convivência.

2.2 ESPECÍFICOS

·         Estimular a obediência aos pais, professores e/ou responsáveis, ensinando princípios Éticos como: moral, valores e ensinamentos contidos nos contos.
·         Revelar que as restrições podem representar desafios divertidos, possibilitando a adequação a limites, a cooperação e a competição, através do emprego do bom senso e algumas regras para estabelecer limites na educação infantil.
·         Resgatar, vivenciar e valorizar a boa convivência em sala de aula, trabalhando raciocínio e a lógica por meio dos contos, desenvolvendo a percepção visual através da exposição da caixa de histórias, da identificação das cores, letras do alfabeto, ampliação do vocabulário, números naturais, desenvolvimento de quantidade.

3 PÚBLICO ALVO

Alunos da Educação Infantil pré – I e Pré- II (Crianças de 4 a 5 anos de idade), professores, gestores.

4 DISCIPLINAS ENVOLVIDAS

Ciências naturais, arte, Português, Matemática, Temas transversais: ética, pluralidade cultural.

5 DURAÇÃO/cronograma

            As atividades previstas acontecerão nos horários específicos das disciplinas abordadas no projeto nos meses de Maio e Junho e Julho.

AÇÕES/ATIVIDADES
MESES

DATA

HORA
Maio
Junho
Julho
Grupo de Estudo/Escolha do tema
X


20/05
3 horas
Levantamento bibliográfico
X


25/05
2 horas
Escolha do conto

X

15/06
2 horas
Correção online do projeto

X

07/05
30 minutos
Apresentação em sala

X

14/05
20 minutos
Escolha das atividades

X
X
20/06
3 horas
Execução da 1ª fase projeto na escola


X
11/07
4 horas
Execução da 2ª fase projeto na escola


X
18/07
4 horas
Execução da 1ª fase projeto na escola


X
25/07
4 horas
Quadro 1. Representação do cronograma de execução da elaboração do projeto Autor: Valdineia Barreto

6 CONTEÚDOS
                                                                                                               
Regras e limites - Números naturais - As vogais – Desenho – Pintura - Formas geométricas – Ética.

7 METODOLOGIA

O Projeto será desenvolvido seguindo as seguintes etapas. A 1ª Etapa: Escolha do tema, pesquisa bibliográfica/levantamento prévio e elaboração do Projeto; (Planejamento). 2ª Etapa: Sensibilização e apresentação do Projeto em sala de aula. 3ª Escolha dos contos infantis a serem utilizados. 4ª Confecção da caixa de histórias. 5ª Etapa: Execução do Projeto. 6ª Avaliação do desempenho dos alunos.

DATA
CONTO
DISCIPLINAS
ATIVIDADES
DURAÇÃO


11
Julho


Cachinhos dourado e os três ursos.
·         Matemática.
·         Arte.
·         Geografia.
·         Ciências naturais.
·         Temas transversais: ética
Apresentação da caixa de histórias. Pintura e desenho. Atividade impressa. Atividade de colagem. Roda de conversa.


3h/30m

18
Julho



A lebre e a tartaruga
·         Matemática.
·         Estudos sociais.
·         Português
·         Arte.
Apresentação da caixa de histórias. Pintura e e desenho. Atividade impressa. Atividade de colagem. Discussão em grupo. Dinâmica.


4h


25
Julho




A formiginha preguiçosa
·         Português
·          Estudos sociais.
·         Ciências naturais.
·         Temas transversais. Ética, Pluralidade cultural, musicalidade.
Apresentação da caixa de histórias. Pintura e desenho. Atividade impressa. Atividade de colagem. Discussão em dupla.


3h/40m
Quadro 2. Representação do cronograma de atividades Autor: Valdineia Barreto

8 ABORDAGEM

            Este Projeto aborda a necessidade de impor limites para alunos da educação Infantil e a imposição de regras na sala de aula.

9 ESTRATÉGIAS

·         Expor através dos contos infantis as consequências de um mau comportamento.
·         Conversar sobre a importância de obedecer à professora, aos pais e/ou  responsáveis.
·         Trabalhar a memorização da criança e reconhecimento de algumas regras de convivência.
·         Discutir a importância de fazer somente o que é certo e o que é errado.
·         Mostrar que não se pode ter tudo ou fazer o que quiser.

10 RECURSOS


RECURSOS GERAIS DO PROJETO
Humanos
Materiais de consumo
Físicos
Financeiro


Professores;
Alunos;
Inspetor de pátio;
Caixa de histórias em material: papelão, E.V.A papel sulfilte, atividades: desenho impresso, lápis de cor, giz de cera, lápis, borracha. DVD, TV.

Sala de aula.
Quadro
Pátio da escola
Quadro
E.V.A;
Papel sulfilte;
Atividades impressas;
Cd e DVD de músicas infantis;


Quadro 3. Representação dos recursos gerais do projeto Autor: Valdineia Barreto

11 BILBLIOGRAFIA

TIBA, I. Disciplina: limite na medida certa. São Paulo: Gente, 1996. Disponível em: http://crecheescolamaremar.blog.terra.com.br/2010/03/05/indisciplina-e-limites-na-educacao-infantil/ Acesso em: 01 de Junho, 2012 às 14: 51.

0 comentários

Postar um comentário

Deixe seu comentário, sugestões, críticas, será um prazer responder você.